A Educação Sexual / 1

11:43 - 2020/06/25

A educação sexual é o mais difícil e complexo aspecto da formação. Está entre os fenômenos que trazem mais problemas para os pais.

 Existem vários meios de tratar a questão, quer seja com base no método dos pais ou nos costumes e tradições predominantes na sociedade, ou ainda, no nível de percepção e da consciência dos pais, por isso verificamos exagero e negligência na maioria dos métodos de educação sexual.
Toda criança, menino ou menina, desde cedo levanta questões ligadas à sexualidade. Perguntam sobre a concepção no ventre da mãe, as razões da gravidez e principalmente,

por que a mãe e não o pai?

Como ocorre o nascimento?

Por que não com as jovens solteiras?

Qual é a diferença entre o homem e a mulher?

Quais foram as causas disso? E muitas outras questões.
É sensato que os pais considerem tais questões absolutamente naturais. Eles não devem demonstrar medo disso e é melhor não impedir que a criança levante essas questões pois ela procurará as respostas com outras pessoas, o que pode lhe causar confusão, problemas e ansiedades se as respostas não forem satisfatórias e claras.
Cabe aos pais se prepararem adequadamente para auxiliar o filho com respostas sensatas e tranqüilizadoras que venham a satisfazer sua curiosidade e por fim a toda dúvida. As respostas devem estar em harmonia com o nível de entendimento e de percepção da criança. Por exemplo, seu questionamento sobre a gestação deve ser respondido assim: “Deus o Altíssimo põe a criança no útero da mãe”. Seu questionamento a respeito das diferenças entre os sexos deve ser respondido dessa forma: “Você é como o seu pai, ou como sua mãe (se for uma menina)”, ou se deve dizer que “Deus criou o menino e a menina diferentes”. Devemos responder de uma forma natural que não gere ansiedade e confusão, para que a criança não receba as respostas com dúvida, o que a levará a buscar outras respostas sozinha.
Existem desejos na criança que devem ser tratados com tranqüilidade e paciência, não se deve ser severo adotando a repreensão ou o castigo físico durante as fases entre os três e cinco ou seis anos
de idade. “A criança, naturalmente, está inclinada, nessa idade, a mostrar o seu corpo aos outros”. [1]
Algumas crianças manipulam seus órgãos sexuais; é importante que os pais a impeçam de fazer isso, porém, de uma maneira delicada ou atraindo a atenção da criança para outra coisa.[2]
 

 

[1] . Mashakilil Aabaa

[2] . A Educação da Criança no Islam .P 69 .

Toda criança, menino ou menina, desde cedo levanta questões ligadas à sexualidade. Perguntam sobre a concepção no ventre da mãe, as razões da gravidez e principalmente,

por que a mãe e não o pai?

Como ocorre o nascimento?

Por que não com as jovens solteiras?

Qual é a diferença entre o homem e a mulher?

Quais foram as causas disso? E muitas outras questões.

palavra-chaves: 

Plain text

  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <span> <blockquote> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd> <br> <hr> <h1> <h2> <h3> <h4> <h5> <h6> <i> <b> <img> <del> <center> <p> <color> <dd> <style> <font> <u> <quote> <strike> <caption>
  • Endereços de páginas web e endereços de email são transformados automaticamente em ligações.
  • As linhas e os parágrafos quebram automaticamente.
14 + 1 =
Solve this simple math problem and enter the result. E.g. for 1+3, enter 4.