Sete pontos importantes na liderança da nação muçulmana

23:46 - 2021/07/14

Se a liderança não fosse com base na nomeação e sim na eleição ou consulta, certamente o Profeta Mohammad (S.A.A.S.) iria nos expor as condições de como seria esta consulta, e quais seriam as condições do Imam (Líder) e suas qualificações, ou seja, saberíamos quem poderia se enquadrar neste nível.

Sete pontos importantes na liderança da nação muçulmana:

1- O falecimento do Mensageiro de Deus (S.A.A.S.) deixava um grande vácuo na nação, e este vácuo não poderia ser preenchido por qualquer membro desta nação, este vazio não poderia ser preenchido por uma pessoa normal que simplesmente tivesse qualificações científicas específicas que não pudessem serultrapassadas pelos demais membros da sociedade. A pessoa que ocuparia este cargo deveria ter qualificações e condições a altura do profeta. Ela deveria ser o depósito de confiança das ciências e conhecimentos do profeta, e estar sob os cuidados de Deus o Altíssimo.

E é certo que conhecer a pessoa que nos referimos acima não é fácil, muito menos por meio da consulta ou eleição. Esta pessoa só pode ser conhecida por meio da nomeação de Deus o Altíssimo através do Profeta Mohammad (S.A.A.S.).

 

2-Fora isso, o recém fundado governo islâmico estava ameaçado nos últimos dias da vida do Profeta Mohammad (S.A.A.S.) por inimigos de dentro e fora do estado. Os inimigos internos eram os hipócritas que se disfarçaram com o Islam para não serem perseguidos. Já os inimigos externos eram os bizantinos e os persas. Então, era de interesse da nação a nomeação do Imam como califa depois do Profeta Mohammad (S.A.A.S.), para não deixar o estado em condições de ser disputado após o falecimento do profeta, e com isso fi car vulnerável aos inimigos. Historicamente falando a experiência da vida da sociedade árabe daquela época nos af i rmava que aquilo que era deixado para ser decidido em coletivo levava a divergências e como consequência matança e destruição.

Além disso, afirmo que a convicção e a sabedoria religiosa não eram maduras nos corações da grande maioria dos Sahabah (Companheiros), pois eles tinham fugido de algumas batalhas. Muitos poucos deles tinham alcançado o topo da força espiritual e viraram exemplos e provas da virtude e do bem.
 

3-Se a liderança não fosse com base na nomeação e sim na eleição ou consulta, certamente o Profeta Mohammad (S.A.A.S.) iria nos expor as condições de como seria esta consulta, e quais seriam as condições do Imam (Líder) e suas qualif i cações, ou seja, saberíamos quem poderia se enquadrar neste nível.

O profeta não revelou nada sobre estas questões. Será que é compreensivo que o Profeta Mohammad (S.A.A.S.) tenha nos orientado e revelado sobre as questões mais simples e seus detalhes, coisas que podem ocupar as últimas posições entre as prioridades da vida do ser humano, e deixar esta questão tão crucial na vida de toda a nação ser ignorada?

Tudo isso nos leva a crer que o fato dele não ter revelado nada sobre as condições da consulta se interliga ao fato do princípio do veredito ser por nomeação e não por voto ou escolha.

E já que o Imam (Líder) é nomeado, então não é necessário discutirmos as condições e suas qualif i cações, já que ele é escolhido e nomeado por Deus.
 

4-O Profeta Mohammad (S.A.A.S.) nos apresentou a sua sucessão em sua época, com a total competência divina de um mensageiro, o qual anunciou a mensagem de Deus da forma que a recebeu.
 

5- Os próprios companheiros acreditavam que a tradição correta se dava através da nomeação e indicação do sucessor, pois de acordo com o entendimento deles a falta desta nomeação e indicação seria um descuido com a nação. E foi por isso que Omar foi indicado por Abu Bakr e Othman por Omar, e assim por diante entre todos os califas omíadas. Só tiramos daqui o califado de Ali (que a paz esteja com ele.), que foi definido pelo voto de lealdade dos Muhajerin (Migrantes) e dos Ansar (Auxiliadores).

6-O método dos profetas anteriores foi o da sucessão através da nomeação e escolha.

7-Ao mesmo tempo, af i rmo que não há provas de que a sucessão dos profetas deva ser por meio da consulta ou do voto. Tudo isso afirma que um líder sábio (Profeta Mohammad), e com a ordem de Deus, seguiu um caminho e um método totalmente de acordo com os princípios que apresentamos, e não há contradição em nada do que fez e ensinou. Este é o resultado da nossa pesquisa, e a partir de agora devemos pesquisar no livro (Alcorão) e na Sunnah (Tradição) do Profeta Mohammad (S.A.A.S.) para sabermos quem é este líder indicado e nomeado, e af i rmar que tudo o que o Profeta Mohammad (S.A.A.S.) fez foi de acordo com estes princípios racionais e lógicos que apresentamos.

 

Os próprios companheiros acreditavam que a tradição correta se dava através da nomeação e indicação do sucessor, pois de acordo com o entendimento deles a falta desta nomeação e indicação seria um descuido com a nação. E foi por isso que Omar foi indicado por Abu Bakr e Othman por Omar, e assim por diante entre todos os califas omíadas. Só tiramos daqui o califado de Ali (A.S.), que foi def i nido pelo voto de lealdade dos Muhajerin (Migrantes) e dos Ansar (Auxiliadores).

 

palavra-chaves: 

Plain text

  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <span> <blockquote> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd> <br> <hr> <h1> <h2> <h3> <h4> <h5> <h6> <i> <b> <img> <del> <center> <p> <color> <dd> <style> <font> <u> <quote> <strike> <caption>
  • Endereços de páginas web e endereços de email são transformados automaticamente em ligações.
  • As linhas e os parágrafos quebram automaticamente.
5 + 1 =
Solve this simple math problem and enter the result. E.g. for 1+3, enter 4.