O wahhabismo ,Violenência extrema em palavras e ações

11:52 - 2021/08/24

Quando testemunhamos esta longa história de violência, fica claro que a violência é uma parte integrante do próprio wahabismo, cujas raízes podem ser encontradas em seus equívocos sobre os conceitos de fé, descrença, monoteísmo (Tawḥīd) e politeísmo.
Devido à sua concepção desviante, os wahabitas facilmente acusam os outros de politeísmo e, em seguida, estendem isso para significar que eles podem saquear suas riquezas e matá-los.

O líder dos wahabitas chegou ao ponto de considerar os muçulmanos de nossa era piores do que os pagãos da era pré-islâmica. Com tal declaração, fica claro o que leva essas pessoas aos horrendos males que cometem contra os muçulmanos.

Violência extrema dos Wahhabitas em palavras e ações.

A extrema violência dos Wahhabitas radicais não se esconde de ninguém, uma rápida olhada na história do waha-bismo revela que os wahabis se envolveram em muitos assassinatos e a ironia disso é que a maioria de suas vítimas eram muçulmanos e não inimigos estrangeiros.
Um exemplo bem conhecido de tal matança desenfreada é o ataque à cidade de Karbala, no Iraque, onde mataram um grande número de muçulmanos xiitas e devastaram a cidade, levando embora qualquer pilhagem que pudessem carregar.
Outro exemplo é o ataque à cidade de Ṭāʾif, na Península Arábica, onde mataram muitos muçulmanos sunitas que habitavam naquela região.

Quando testemunhamos esta longa história de violência, fica claro que a violência é uma parte integrante do próprio wahabismo, cujas raízes podem ser encontradas em seus equívocos sobre os conceitos de fé, descrença, monoteísmo (Tawḥīd) e politeísmo.
Devido à sua concepção desviante, os wahabitas facilmente acusam os outros de politeísmo e, em seguida, estendem isso para significar que eles podem saquear suas riquezas e matá-los.
O que é ainda pior é que eles justificam essas ações más como estando de acordo com a vontade de Deus!

O líder dos wahabitas chegou ao ponto de considerar os muçulmanos de nossa era piores do que os pagãos da era pré-islâmica. Com tal declaração, fica claro o que leva essas pessoas aos horrendos males que cometem contra os muçulmanos.

Também não há necessidade real de olhar para os males que cometeram ao longo da história como prova de quem são; é simplesmente suficiente olhar para o que eles estão fazendo em nosso mundo hoje para entendê-los completamente.

Entre os frutos desta árvore estão os grupos malignos do Tali-ban, Sipah Sahabah, bem como a Al Qaeda. Esses grupos cometeram tantos atos perversos e desumanos que mantiveram a imagem do Islã nas mentes da comunidade internacional e esse dano foi tão severo que é questionável se algum dia poderá ser total e verdadeiramente reparado.

Plain text

  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <span> <blockquote> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd> <br> <hr> <h1> <h2> <h3> <h4> <h5> <h6> <i> <b> <img> <del> <center> <p> <color> <dd> <style> <font> <u> <quote> <strike> <caption>
  • Endereços de páginas web e endereços de email são transformados automaticamente em ligações.
  • As linhas e os parágrafos quebram automaticamente.
Fill in the blank.