O diferencial dos milagres dos profetas

19:14 - 2021/08/31

o milagre é aquilo que o ser humano não pode praticar sem a permissão de Deus. Na linguagem dos números 1+1=2, mas na linguagem dos milagres 1+1=1000000, ou talvez um outro número infinito. Na linguagem natural o que é inanimado não pode falar, mas na linguagem do milagre os grãos de areia recordam a Deus, o Altíssimo.

As milagres não servem para obrigar as pessoas a admitir e acreditar nas declarações dos profetas, e não servem para obrigá-las a seguir e a se submeter a ele, e tampouco servem como uma diversão ou entretenimento, para simplesmente brincar com as leis que conduzem este mundo.

O diferencial dos milagres dos profetas

Um terceiro elemento na explicação do significado do milagre é que os milagres dos profetas são considerados indicativos e sinais para a veracidade de suas declarações e com base nisso na ciência da linguagem podemos usar o termo Mu´juzah (Milagre) para um fenômeno sobrenatural quando é um sinal de profecia de um profeta além da concessão divina que o mesmo teve para ser realizado.

E se abrangermos um pouco mais o seu significado pode incluir as questões sobrenaturais que partem dos Imames e são provas da veracidade de suas declarações, e que podemos chamá-los de Karamah (bênção, dádiva), e todos podem ser inclusos no pacote de questões sobrenaturais concedidas por Deus a uma categoria especifica entre seus súditos e fiéis, que são colocadas de um lado oposto dos atos sobrenaturais diabólicos tais como magia, feitiçaria ou bruxaria.

E já que estes atos sobrenaturais que estamos falando (magia, feitiçaria ou bruxaria) são da categoria que pode ser estudada e ensinada, podem também ser exterminados por uma força maior que eles, e geralmente podemos provar que não são atos vinculados a Deus pela decadência moral de seus praticantes e o extravio de suas crenças.

Talvez alguém diga: Foi citado no Alcorão Sagrado em diversos pontos que as pessoas pediam ao Profeta Muhammad (que a paz esteja com ele e sua família purificada) por milagres e atos sobrenaturais, mas o Profeta (S.A.A.S.) se recusou a atender seus pedidos. Então, se o milagre é um meio para afirmar a profecia então por que o Profeta Mohammad (que a paz esteja com ele e sua família purificada) não usou deste meio para provar a veracidade de sua profecia?

A resposta: Estes versículos apontam a ignorância e a insistência destas pessoas, mesmo depois de terem obtido todos os sinais por meio dos caminhos anteriormente citadosveracidade, anúncio dos profetas anteriores e milagres),e por isso a sabedoria divina determinou que o pedido delas não fosse atendido.

Isso significa que o objetivo na exposição do milagre, que já é uma questão extraordinária dentro do sistema que dirige este mundo, e que às vezes ele pode acontecer para atender os pedidos das pessoas, tais como o exemplo do camelo do Profeta Salé (A.S.), e muitos outros milagres que podem ocorrer sem a exigência das pessoas, tais como os milagres do profeta Jesus Cristo (A.S.). Na verdade, todos estes milagres são considerados a apresentação, o cartão de visita ou a identidade dos profetas, para que a prova final seja oferecida às pessoas.

 Estes milagres não servem para obrigar as pessoas a admitir e acreditar nas declarações dos profetas, e não servem para obrigá-las a seguir e a se submeter a ele, e tampouco servem como uma diversão ou entretenimento, para simplesmente brincar com as leis que conduzem este mundo.

Não há nenhum interesse em atender este tipo de pedido e exigência, sendo que em algumas ocasiões atendê-lo vai contra a sabedoria e anula o objetivo do milagre, como por exemplo pedir coisas que impeçam a escolha e obrigam as pessoas a acreditarem nas mensagens dos Profetas (A.S.), ou por exemplo aqueles pedidos que são com base na ignorância e na teimosia ou para outros objetivos que não sejam alcançar a realidade e a verdade.

De um lado estes milagres começam a ser enxergados como um meio de entretenimento e lazer, e estas pessoas podem ficar em volta dos profetas para atender seus interesses pessoais. Por outro lado, a questão é que com estas práticas as pessoas iriam ser forçadas a seguir o caminho e não teriam o livre arbítrio e a escolha consciente, seriam influenciadas por elementos como pressão e força, e ambos os lados são contrários a sabedoria e o objetivo final da manifestação dos milagres.

Mas, fora estas situações, quando a sabedoria divina entender que há esta necessidade, os profetas irão atender os pedidos das pessoas, tais como muitos milagres ocorridos com o profeta do Mohammad (que a paz esteja com ele e sua família purificada), relatados por meio dos historiadores e narradores, sendo que o principal milagre do Profeta Mohammad (que a paz esteja com ele e sua família purificada) foi o Alcorão Sagrado.

Portanto, o melhor meio para conhecer o profeta é o milagre, pois é o mais forte testemunho da veracidade da profecia daquele profeta, e ao mesmo tempo é um ato sobrenatural que não pode acontecer senão através de uma força sobrenatural.

Se alguém realmente puder realizar um ato sobrenatural e alegar a profecia, desaf i ando as pessoas a realizarem aquilo que fez e elas não conseguirem, então podemos crer que ele é um profeta enviado por Deus, pois Deus jamais colocará todo este poder na mão de um impostor e mentiroso que orientará as pessoas ao extravio.

Portanto, o milagre é aquilo que o ser humano não pode praticar sem a permissão de Deus.

Na linguagem dos números 1+1=2, mas na linguagem dos milagres 1+1=1000000, ou talvez um outro número infinito.

Na linguagem natural o que é inanimado não pode falar, mas na linguagem do milagre os grãos de areia recordam a Deus, o Altíssimo.

Na linguagem conhecida um recémnascido não fala, mas na linguagem do milagre Jesus Cristo (A.S.) falou:Ele (Jesus) lhes disse: Sou o servo de Deus, o Qual me concedeu o Livro e me designou como profeta”[1].

Na linguagem das leis da natureza o fogo queima, mas na linguagem do milagre Deus disse ao fogo. Deus o Altíssimo disse no Alcorão Sagrado “...Ó fogo, sê frescor e poupa Abraão!.[2]

Ao mesmo tempo não há condições de que um palácio seja transferido de um lugar a outro em instantes, mas na linguagem dos milagres o trono de Belqis foi transferido do Iêmen para a Palestina e um piscar de olhos.

 

[1] . Alcorão Sagrado. C.19 – V.30

[2] . Alcorão Sagrado .C.21 – V.69

Plain text

  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <span> <blockquote> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd> <br> <hr> <h1> <h2> <h3> <h4> <h5> <h6> <i> <b> <img> <del> <center> <p> <color> <dd> <style> <font> <u> <quote> <strike> <caption>
  • Endereços de páginas web e endereços de email são transformados automaticamente em ligações.
  • As linhas e os parágrafos quebram automaticamente.
Fill in the blank.
تمامی حقوق متعلق به اداره تبلیغ اینترنتی معاونت تبلیغ حوزه های علمیه می باشد