Laços de parentesco no Islã

08:58 - 2021/09/18

O Mensageiro de Deus (que a paz esteja com ele e sua família) em seu sermão no abençoado mês do Ramadã disse: “Respeite os mais velhos e tenha misericórdia de seus filhos; estreite os laços com os seus parentes”. Em tão poucas palavras, o Profeta menciona três virtudes fundamentais que devemos valorizar e professar aos nossos parentes de sangue: respeito, misericórdia e unidade. Qualidades éticas que podemos dizer em uma única palavra: amor.

Familiares no islã

“Ele foi Quem criou os humanos da água, aproximando-os, através da linhagem e do casamento; em verdade, o teu Senhor é Onipotente”.[1]

De acordo com esse versículo do Alcorão Sagrado, o Deus Misericordioso estabeleceu que, desde o momento de sua criação, o homem e a mulher tinham o vínculo familiar como a principal característica distintiva de sua espécie. Que todos os parentes, tanto da linha materna como paterna, se tornem um poderoso vínculo que une a família.
Com base nesta disposição divina, que nos remete aos tempos primitivos, os fiéis devem inevitavelmente cultivar o afeto familiar como a consolida e sustenta.
O Mensageiro de Deus (que a paz esteja com ele e sua família) em seu sermão no abençoado mês do Ramadã disse: “Respeite os mais velhos e tenha misericórdia de seus filhos; estreite os laços com os seus parentes”. Em tão poucas palavras, o Profeta menciona três virtudes fundamentais que devemos valorizar e professar aos nossos parentes de sangue: respeito, misericórdia e unidade. Qualidades éticas que podemos dizer em uma única palavra: amor.

De acordo com esta dissertação do Profeta, os laços de parentesco abrangem nossa ancestralidade e descendência. Em suas palavras se reflete o vínculo entre pelo menos quatro gerações que puderam compartilhar a vida ao mesmo tempo: os idosos, entre os quais estão nossos pais, avós e bisavós; e filhos, como uma referência clara aos nossos filhos, netos e bisnetos, ou seja, nossa progênie.
Por outra parte, menciona o termo parentes que, se ampliarmos um pouco mais o seu significado, agruparia não só parentes diretos, mas também parentes por afinidade, não consanguíneos ou de vínculo muito distante: os sogros, a esposa ou esposo, os enteados e enteadas, os maridos e esposas de nossas tias e tios, primos distantes, entre outros. Desta forma, o sistema de relacionamentos dentro de uma família é perfeitamente descrito. Em suma, estamos diante de uma declaração extraordinária e breve que define o conceito de unidade familiar e respeito promovido pelo Profeta.

Da mesma forma, no último dos livros sagrados, o Alcorão, esse preceito de praticar o melhor comportamento com nossos pais e parentes aparece repetidamente: “Não adoreis senão a Deus; tratai com benevolência vossos pais e parentes,..”[2]
E Também disse no Alcorão: “Deus ordena a justiça, a caridade, o auxílio aos parentes, e veda a obscenidade, o ilícito e a iniqüidade. Ele vos exorta a que mediteis”.[3]

 

[1] Alcorão sagrado. C.25, V.54.

[2] Alcorão sagrado. C.2, V.83.

[3] Alcorão sagrado. C.16, V.90.

 

Plain text

  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <span> <blockquote> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd> <br> <hr> <h1> <h2> <h3> <h4> <h5> <h6> <i> <b> <img> <del> <center> <p> <color> <dd> <style> <font> <u> <quote> <strike> <caption>
  • Endereços de páginas web e endereços de email são transformados automaticamente em ligações.
  • As linhas e os parágrafos quebram automaticamente.
2 + 3 =
Solve this simple math problem and enter the result. E.g. for 1+3, enter 4.