O Imam Reza(a.s) na “gaiola de ouro

07:37 - 2021/10/06

Por outro lado, aprisionaria o Imam Al-Reda (que a paz esteja com ele) em “gaiola de ouro”, ou melhor, não em uma fétida masmorra, mas sim no Palácio, com todo o conforto, onde ele poderá ser observado sutilmente em todos os seus movimentos, e, quando o califa Abássida Al-Mamun propôs ao Imam ficar ao seu lado, este se recusou terminantemente, pois sabia que perderia a sua liberdade de ação e teria de pedir permissão de Al-Mamun para cada passo que pretender dar, por mais curto que fosse.

Uma Gaiola de Ouro

A Situação Política na Época do Imam Al-Reda (que a paz esteja com ele)

1. O Imam Al-Reda (que a paz esteja com ele) notabilizou-se pela grande popularidade e simpatia na maioria das Províncias da nação, pois quando tomou posse de seu ministério no Imamato, após a morte de seu pai, fez um extenso giro no mundo islâmico, a partir de Medina, a Iluminada, até Bassora, no Iraque, e daí, à todas as localidades do Conhecimento Islâmico, onde se reunia com os eruditos e oradores, dialogando com todos a respeito de diversos assuntos, inclusive, visitava as cidades principais, tais como, Al-Cúfa, Yomna, Marua, Naichapur etc.
O empenho do Imam (que a paz esteja com ele) destacou-se muito pela atenção no conhecimento religioso entre a população. No entanto, não era o suficiente para o Imam Al-Reda (que a paz esteja com ele), por causa de lideranças revolucionárias contra o Governo perverso e libertino, a fim de substituí-lo por um Governo Islâmico, em todas as regiões muçulmanas.
2. Os Abássidas deram continuidade à política do terror e suplícios contra os Álidas, seguidores do Imam Ali ibn abi Taleb (que a paz esteja com ele), e as perseguições contra os mesmos, aumentavam a cada dia, enquanto os chefes Álidas continuavam a liderar os levantes e revoluções contra o Governo Abássida, porque, tanto os Omíadas quanto os Abássidas eram usurpadores no califado, os quais eram tiranos e perversos em seus procedimentos contra a população, por serem totalmente contrários aos preceitos islâmicos, e que os verdadeiros sucessores (califas) seriam na verdade, os descendentes de “Ahlul Bait” do Profeta Mohammad (S.A.A.S), representados pelos Imames purificados (A.S), e, quando Al-Mamun chegou ao poder Abássida, decidiu mudar a sua política, pois ele percebera de que a paz e a tranqüilidade estavam
em perigo nos países islâmicos.

Astuciosamente, Al-Mamun começou a traçar novos planos, a fim de conquistar a confiança e a simpatia do povo, principalmente a dos Álidas, trocando a política da perversão e das condenações à morte, praticadas durante setenta anos por seus ancestrais, os califas, sem resultado algum, por outra política, não maleável, porém, astuciosa, nomeando como seu sucessor no califado, o Imam Al-Reda (que a paz esteja com ele), pois só assim ele o manteria ao seu lado e afastaria a intriga e a inquietação de seu governo, acalmando os ânimos e a insatisfação do povo.
Por outro lado, aprisionaria o Imam Al-Reda (que a paz esteja com ele) em “gaiola de ouro”, ou melhor, não em uma fétida masmorra, mas sim no Palácio, com todo o conforto, onde ele poderá ser observado sutilmente em todos os seus movimentos, e, quando o califa Abássida Al-Mamun propôs ao Imam ficar ao seu lado, este se recusou terminantemente, pois sabia que perderia a sua liberdade de ação e teria de pedir permissão de Al-Mamun para cada passo que pretender dar, por mais curto que fosse.
Diante da recusa do Imam Al-Reda (que a paz esteja com ele), o califa Al-Mamun lhe falou com severidade:
Com a tua recusa, tu me obrigas àquilo que detesto fazer! Tu ultrajaste a minha autoridade, oh Al-Reda!.. Pois eu juro por Deus!.. Ou aceitas a sucessão que te ofereço ou te obrigarei a isso, caso contrário, se recusares, decapitarei a tua cabeça!”
O Imam não teve outra opção, aceitando o califado contra a sua vontade, apesar de saber que com isso, perderia a própria paz e o povo o desprezaria ao vê-lo se aliar aos Abássidas excedentes na opressão e na perversidade, enquanto que ele não poderia fazer nada para impedí-los ou até modificá-los. Enfim, o Imam Al-Reda (que a paz esteja com ele) se encontrava de mãos atadas diante da situação.
Assim sendo, por causa desta sucessão, o califa Abássida Al-Mamun mandou o Imam Al-Reda (que a paz esteja com ele) para Khorassán, ao norte do Irã, onde era a Capital do califado na ocasião. Lá estando, o Imam (que a paz esteja com ele) passou a sentir o gosto da solidão do exílio, longe dos parentes e de sua família, separado do povo que o amava.
O califa Al-Mamun agiu propositadamente ao confinar o Imam (que a paz esteja com ele) em seu Palácio, onde os olhares o observavam e os serviçais o espionavam, e a vida de Al-Reda (que a paz esteja com ele) tornou-se insuportavelmente controlada e fiscalizada.

Da orientação do Islam II - O Mensageiro do Islam e os Ahlul Bait. p177
 

Plain text

  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <span> <blockquote> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd> <br> <hr> <h1> <h2> <h3> <h4> <h5> <h6> <i> <b> <img> <del> <center> <p> <color> <dd> <style> <font> <u> <quote> <strike> <caption>
  • Endereços de páginas web e endereços de email são transformados automaticamente em ligações.
  • As linhas e os parágrafos quebram automaticamente.
2 + 5 =
Solve this simple math problem and enter the result. E.g. for 1+3, enter 4.