Nahjul Balagha Sermão nº 182

12:39 - 2021/10/31

-A clássica seleção de sermões, cartas e ditos do Imam Ali ibn abi Taleb (que a paz esteja com ele), o Príncipe dos Fiéis, compilada pelo grande sábio Sharif al-Radhi. Esta obra é a segunda mais importante na literatura ética-moral islâmica, ficando atrás apenas do Alcorão Sagrado, e é um retrato fiel do caráter, eloquência e grandiosidade do Imam Ali (que a paz esteja com ele).

Nahjul Balagha Sermão nº 182

Foi relatado por Nauf Biqali que Amirul Muminin(A.S.) ministrou este sermão em kufa, estando em pé numa pedra que Judá bin Huraira Much Zumi colocara para ele. Amirul Muminin (A.S.) estava vestido com roupa de lã, a bainha de sua espada era feita de folhas e as sandálias de seus pés também eram de folhas de tamareira. Sua testa tinha uma ruga acentuada como a de um camelo (ajoelhado).
Louvando a Deus
Louvado seja Deus a quem será o retorno de toda criação e o fim de todos os assuntos. A ELE tributamos louvores por sua generosidade, suas brilhantes declarações, sua crescente bondade e seus favores - louvores que condigam com seus direitos, demonstrem a gratidão(devida), que nos aproximem de sua recompensa e que aumentem a bondade dele para conosco. Buscamos a sua ajuda como aquele que está esperançoso de sua benevolência, desejoso do seu benefício e confiante quanto a sua proteção, como aquele que se conscientiza de suas graças e é obediente a ELE em atos e palavras.
Cremos nele como aquele que com convicção deposita sua confiança, inclina-se a ELE como crente, rebaixa-se humildemente perante ELE, acredita exclusivamente na sua unicidade, considera-o grande, é conhecedor da sua dignidade e busca refúgio junto a ELE com devoção e diligência.

A Unicidade de Deus
Deus, o glorificado, não foi gerado, sendo que ninguém pode compartilhar de sua glória. Tampouco gerou ninguém, sendo que não poderá ser herdado. O tempo e a ocasião não o precederam.
O aumento e a diminuição não são próprios dele, porém, ELE tem se manifestado ao nosso entendimento porque temos observado o seu grande poder (de controle) e sua firmeza. Entre as provas da sua criação está a criação dos céus, que são atados, sem pilares, e ficam em pé, sem suportes. ELE os conclamou e responderam obediente e humildemente, sem vagar ou má vontade. Se eles não tivessem ciência da sua divindade e não tivessem obedecido, ELE não teria feito deles o lugar para o seu trono, a morada dos seus anjos e o foco da elevação das súplicas e das preces das criaturas. ELE fez as estrelas nos céus como sinais, com os quais os viajantes que se aventuram por várias rotas da terra obtém orientação. A bruma das cortinas escuras da noite não impede o fulgurar da sua luz, tampouco os véus das noites negras têm o poder de repelir a luz da lua quando esta evolui pelos céus.

Glória a Deus nas alturas, de quem nem o negror da escuridão, nem o lusco-fusco da noite (que cai) tanto nas partes baixas da terra como nos altos picos, são escondidos, tampouco resplendor do relâmpago nas nuvens, nem as folhas caídas sopradas para longe de onde caíram, pelas tempestades ou furacões, ou pelas torrentes vindas do céu.
ELE sabe onde as gotas (da chuva) caem, onde ficarão, onde as larvas cavoucam ou para onde se arrastam, que espécie de alimento é propícia para os mosquitos e o que as fêmeas levam em seus ventres.
Louvado seja Deus, que existe desde antes da existência do espaço, do trono, do céu, da terra, do jin ou do ser humano. Não pode ser concebido pela imaginação, nem aquilatado pela compreensão.
Aquele que implora a ELE não está privando outros tampouco o conceder lhe causa diminuição. ELE não enxerga por meio de olhos, nem pode ser confinado a um lugar. Não deve ser tido como tendo companheiros. Não cria com (o auxílio) de membros. Não pode ser percebido pelos sentidos. Não pode ser considerado segundo (o padrão0 das pessoas. Foi ELE quem falou com Moisés diretamente e lhe mostrou os seus grandes sinais sem o uso de corpo ou órgãos da fala.
Ó! Tu que te esforças em descrever Deus, se levas isso a sério, então descreve (primeiro) a Gabriel, Miguel ou a plêiade de anjos que estão próximos (a Deus) nos receptáculos da sublimidade; mas suas cabeças estão inclinadas e sua argúcia perplexa quanto a como definirem limites.
Ao Auto-suficiente Criador. Pelo fato que tais coisas possuem formas e partes as quais sucumbirão com a morte, ao atingirem o termo.
Não há outra divindade além dele. ELE clareia toda escuridão com o seu fulgor e escurece toda luz com a escuridão (da morte).

O conselho para se temer a Deus
Eu vos aconselho criaturas de Deus, a que pratiqueis o temor a Deus, que vos deu o que vestirdes e que vos concedeu abundância de víveres. Se houve alguém que pudesse assegurar uma escalada para a vida duradoura, ou uma maneira de se evitar a morte esse foi Sulaiman Ibn Daud (Salomão) (A.S.), que estava de posse do domínio sobre os gênios e os humanos, juntamente com a profecia e a grande posição (diante de Deus). Porém, quando ele terminou o que lhe era devido (fazer) quanto ao alimento (deste mundo) e se esgotou o seu tempo, o arco, destruição o acertou com a flecha da morte. Suas casas ficaram vagas e seus locais de habitação se esvaziaram. Outros o herdaram.
Em verdade, os séculos idos apresentam uma lição para vós. Onde estão os amalequitas e os seus filhos? Onde estão os faraós e os seus filhos?
Onde estão as pessoas de Raas, que mataram profetas, destruíram as tradições dos divinos mensageiros e reativaram as tradições dos déspotas? Onde estão aqueles que avançaram com exércitos, derrotaram a milhares, mobilizaram muitas forças e habitaram as cidades?

(outra parte do mesmo sermão)
Ele poderia ter vestido a armadura da sabedoria, a qual poderia ter assegurado com todas as suas condições, ou seja, a plena atenção e conhecimento dela. Para ele aquilo era como uma exclusiva devoção a mesma. Para ele aquilo era como algo que tivesse perdido e que estivesse procurando, ou alguma necessidade a ser satisfeita. Se o Islam se vir em apuros, sentir-se-á abandonado como um viajante ou como um camelo(cansado) batendo com a cauda e achatando o pescoço no solo. Ele é última das opções (vinda de Deus) e um dos legados do Profeta de Deus.
Ó! Povo, tenho-vos divulgado os conselhos que os profetas costumavam pregar a seus povos e vos tenho mostrado p que os legatários (dos profetas) ministravam a seus sucessores. Tentei treinar-vos com meu “chicote”, mas não pudestes ser endireitados. Vos guiei com admoestações, mas não adquiristes o comportamento adequado. Ai de vós! Quereis algum outro imame para vos levar ao caminho e mostrar a maneira correta? Cuidado, porque as coisas deste mundo que eram avançadas tornaram-se obsoletas e as coisas que eram atrasadas estão avançando. Os virtuosos povos de Deus decidiram-se por deixar este mundo e adquiriram, com um pouco de prazer perecível, um montante no outro mundo, que permanecerá. Que perdas sofrem os nossos irmãos que foram mortos em Siffin por não estarem vivos hoje? Apenas a de não passarem por engasgamento ao deglutirem e não beberem água turva. Por Deus, encontraram a Deus, e ELE lhes concedeu suas recompensas e os colocou em moradas seguras, depois da sua demonstração de temor. Onde estão os irmãos que enveredaram pela senda reta e trilharam o caminho da verdade? Onde está Ammar?
Onde está Ibn Tayyhan? Onde está Zuch Xahadatain? e onde estão os outros como eles dentre os vossos camaradas que se comprometeram até a morte e cujas cabeças foram levadas ao inimigo iníquo?”
Então Amirul Muminin(A.S.) passou mão sobre sua veneranda barba, chorou por um longo tempo e continuou:
“”Ó! Meus irmãos, aqueles que recitaram o Alcorão e o endireitaram, pensaram na sua obrigação e a cumpriram, reviveram a Sunna e destruíram a inovação. Quando foram conclamados ao Jihad, corresponderam confiaram em seu líder e o seguiram.”
Então Amirul Muminin (A.S.) gritou a plenos pulmões :
“Ao jihad! Ao jihad! Ó! Criaturas de Deus, pela divindade, que estou hoje mobilizando o exército. Aquele que desejar se apressar saiba que Deus a ele virá! “
Nauf diz:“Então Amirul Muminin colocou Hussein (A.S.) frente a dez mil, Qais Bin Sad (ra) frente a ais dez mil, abu Aiyub frente a mais dez mil e outros frente a diferentes números, e pretendia voltar para Siffin, mas na sexta-feira não apareceu novamente, o amaldiçoado Muljim (que Deus o amaldiçoe) o matou. Por conseguinte, fomos deixados como ovelhas que perderam seu pastor, sendo que os lobos as estavam dizimando de todos os lados.”

Plain text

  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <span> <blockquote> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd> <br> <hr> <h1> <h2> <h3> <h4> <h5> <h6> <i> <b> <img> <del> <center> <p> <color> <dd> <style> <font> <u> <quote> <strike> <caption>
  • Endereços de páginas web e endereços de email são transformados automaticamente em ligações.
  • As linhas e os parágrafos quebram automaticamente.
Fill in the blank.