O mundo é uma realidade dependente II

23:19 - 2021/12/25

-Se olharmos com atenção para as coisas que existem ao nosso redor, vamos achá-las homogêneas e suas inter-relações sujeitas a uma ordem definida. Muitos cientistas que desempenharam um papel importante na descoberta dos segredos deste sistema, sentiram sua voz interior dizendo-lhes que esses produtos colossais e misteriosos são o sinal de um Grande Criador, Deus, que é Maior que todas as coisas e que é muito grande a ser descrito.

O que é o mundo da realidade?  O que é filosofia na realidade?

2. — HOMOGENEIDADE DAS COISAS EXISTENTES
Se olharmos com atenção para as coisas que existem ao nosso redor, vamos achá-las homogêneas e suas inter-relações sujeitas a uma ordem definida, que fixa a atenção do ser humano em seu primeiro contato com a natureza. O progresso das ciências físicas permitiu ao homem um melhor conhecimento deste enorme sistema, um sistema cheio dos menores ingredientes aos infinitamente grandes, composto pelo átomo e suas partes internas e por galáxias, algumas das quais são a uma distância de 350 milhões de anos-luz de nós.

O mais maravilhoso é o sistema que preenche a vida dos organismos desde o unicelular até o animal mais desenvolvido, especialmente o ser humano. Durante nosso tempo de estudante, lemos muito sobre essas coisas nos livros de ciências. Não é o vasto e elaborado sistema um sinal definitivo da existência de um ser onipotente, ou seja, seu produtor?

Muitos cientistas que desempenharam um papel importante na descoberta dos segredos deste sistema, sentiram sua voz interior dizendo-lhes que esses produtos colossais e misteriosos são o sinal de um Grande Criador, Deus, que é Maior que todas as coisas e que é muito grande a ser descrito.

3. — A COMPATIBILIDADE MÚTUA DE DUAS COISAS QUE NÃO COEXISTEM

De vez em quando, neste mundo, encontramos pares de coisas que são mutuamente compatíveis, mas não coexistem. Por exemplo, vemos que a provisão dos requisitos de uma coisa foi feita na estrutura de outra que veio a existir primeiro, como se a segunda tivesse sido feita tendo em mente a demanda da primeira. Um exemplo facilmente compreensível disso é a compatibilidade encontrada entre os pais e os filhos. Imediatamente depois que uma mulher, engravida, suas glândulas de leite são rapidamente preparadas, sob a influência de determinados hormônios, para alimentar aquele que vai nascer.

Percebe-se que não estamos falando da influência recíproca de duas coisas que coexistem. Aqui, estamos falandos ​​apenas nos casos em que uma provisão para a exigência de algo que ainda não existia foi feita na estrutura de outra coisa que já existia anteriormente. Não há dúvida de que se trata de uma espécie de previsão acompanhada de um pré-planejamento, portanto, é a prova cabal de que todas essas maravilhas são obra de uma consciência poderosa.

Não se pode imaginar, por exemplo, que uma maleta que é carregada na mão passou a existir simplesmente após uma série de ações e reações inconscientes, sem envolver algum fator consciente. Se a maleta for mostrada a um pensador materialista e lhe for dito que embora seja normalmente feita por um artesão, um operário ou uma máquina, está em particular, como caso excepcional, foi feita apenas sob a influência de fatores naturais sem intervenção de qualquer trabalhador consciente, seremos capazes de observar sua reação. Se não o disser na nossa presença, pelo menos dirá depois que com certeza, esta ou aquela pessoa fala besteira.

Esse pensador materialista nem mesmo aceita que haja uma chance em um milhão de que uma maleta, cujas partes devem ser medidas, cortadas e …, só possa existir sob a influência de fatores naturais inconscientes. Em outras palavras, ele tem certeza de que na confecção de uma maleta deve haver um papel ativo da consciência que a fábrica. Ele rejeita totalmente a teoria de que, como um caso excepcional, uma maleta só pode ser feita sob a influência de fatores naturais.

Em sua opinião, tal ideia não é científica e não merece ser considerada. Se olharmos para a ideia a partir dos padrões das ciências experimentais, chegamos à mesma conclusão. Experiências de longo prazo provaram que o homem tem mais poder criativo do que qualquer outra coisa na existência, e que isso se deve a sua consciência desenvolvida, conhecimento e originalidade, e não a algum outro aspecto de sua vida. Portanto, pode-se concluir que existe uma relação básica entre consciência e criatividade. Portanto, a teoria de que este maravilhoso sistema do universo é a criação de uma consciência poderosa é mais plausível e está mais de acordo com a ciência experimental do que a teoria materialista, que diz que a matéria (e o acaso) é a origem de todas essas maravilhas.

Plain text

  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <span> <blockquote> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd> <br> <hr> <h1> <h2> <h3> <h4> <h5> <h6> <i> <b> <img> <del> <center> <p> <color> <dd> <style> <font> <u> <quote> <strike> <caption>
  • Endereços de páginas web e endereços de email são transformados automaticamente em ligações.
  • As linhas e os parágrafos quebram automaticamente.
1 + 8 =
Solve this simple math problem and enter the result. E.g. for 1+3, enter 4.