A Interpretação do Alcorão Sura AL- Balad X

02:30 - 2022/05/16

Alguns intérpretes dizem que a palavra "Aqabah" é a concupiscência do homem contra a qual o Profeta (que a paz esteja com ele e sua familia purificada) incita a lutar. Segundo um famoso ditado, ele definiu essa luta como "a grande luta". Segundo essa interpretação, libertar escravos e alimentar indigentes são exemplos claros da luta contra a concupiscência. Outros intérpretes elucidaram que o propósito da palavra é se referir a uma ladeira escarpada que o homem deve atravessar, o Dia do Juízo.

A Interpretação do Alcorão Sura AL- Balad X

A Interpretação Exemplar do Alcorão Sagrado Surata No. 90;AL- Balad (A Cidade) ,parte10

Esta surata foi revelada em Meca e tem vinte versículos.Deus disse no versículo 11 : Mas nunca (o ingrato) começou a subir o morro.
"Aqabah" ou a grande ladeira, é um conjunto de ações benevolentes, é colocar-se a serviço das criaturas, é ajudar os pobres e os indigentes. Além disso, inclui o conjunto de crenças corretas e sinceras que são apontadas nos versículos a seguir. Atravessar essa colina na verdade não é tarefa fácil, considerando o amor ardente que a maioria das pessoas tem por bens e riqueza. O Islã e a fé não são aperfeiçoados apenas por palavras. Todo crente muçulmano deve enfrentar e percorrer as difíceis ladeiras que se seguem uma após a outra com a força e o poder divino e pedindo ajuda ao seu espírito de fé e sinceridade.

Alguns intérpretes dizem que a palavra "Aqabah" é a concupiscência do homem contra a qual o Profeta (que a paz esteja com ele e sua familia purificada) incita a lutar. Segundo um famoso ditado, ele definiu essa luta como "a grande luta". Segundo essa interpretação, libertar escravos e alimentar indigentes são exemplos claros da luta contra a concupiscência. Outros intérpretes elucidaram que o propósito da palavra é se referir a uma ladeira escarpada que o homem deve atravessar, o Dia do Juízo.

O profeta Muhammad (que a paz esteja com ele e sua familia purificada) disse: “Certamente há à sua frente, uma ladeira difícil de atravessar e aqueles que carregam uma carga pesada não serão capazes de fazê-lo. Meu desejo mais fervoroso é torná-los o mais leves possível.”
 Este ditado não tem a intenção de interpretar o versículo mencionado, porém alguns intérpretes têm entendido dessa forma. Apesar disso, eles não concordam com a interpretação expressiva dele nos versos que seguem, exceto que sua intenção é afirmar que as difíceis encostas do Dia do Juízo são uma encarnação das responsabilidades e adorações deste mundo e que a travessia naquele dia, sera o resultado de passar por isso nesta vida.

Vale destacar o uso do termo “Iqtahama”, que vem da raiz “Iqtihâm” e é definido como realizar um ato difícil e temível, ou passar por algo com dificuldade e tribulação, segundo Tafsîr al-Kash shâf, esclarece que, atravessar essa ladeira não é fácil, e enfatiza que foi mencionado no início da Sura, quando diz: "Que criamos o homem na aflição". Interpretamos a partir de um hadîth do Imam Ali (as): "A propósito, o Paraíso é alcançado ao suportar tribulações e fogo do inferno, satisfazendo desejos."

O versículo seguinte passa a interpretar a palavra “Aqabah”. Garante que, somente aqueles que possuem fé, e nobre caráter, que somente aqueles que tem paciência, aqueles que têm humildade, e aqueles que realizam ações benevolentes, como libertar escravos, alimentar os indigentes e órfãos, são os que podem subir. Em sintese; aqueles que orientam seus passos no caminho da fé, da moral e da prática. O uso da palavra "zumma" (posteriormente) não indica necessariamente um atraso temporário, como interpretar que devemos primeiro fazer caridade e só depois ter fé.

Nesses casos, o uso dessa palavra, expressa a maior importância da frase que segue, pois obviamente, que o alto grau de fé e a recomendação à perseverança e à misericórdia são maiores do que ajudar o indigente. Além disso, as ações benevolentes dependem e emanam dessa fé e moral. É necessário encontrar a raiz de todos eles em credos, ideologias e altas virtudes. Alguns outros intérpretes, ven la posibilidad de que aquí el vocablo “zumma,” sí indique un retraso temporal, ya que la mayoría de las veces los actos benevolentes, se convierten en fuentes de tendencia a la fe, e influyen en la consolidación de los princípios morais.

Em primeiro lugar, o caráter e a moral do homem constituem um fato, depois se tornam um estado (hâl), depois um hábito (‘âdah) e, finalmente, uma conduta arraigada (malakah).
A expressão “Tauâsau”, cuja definição é, confiar o bem do outro, tem um ponto importante que merece atenção.
Eis sua interpretação: Questões como a paciência, a obediência a Deus, a luta contra a concupiscência e o fortalecimento do afeto e da misericórdia, não devem ter um aspecto individual dentro da sociedade, mas devem ser transformadas em uma luta geral do todo para a comunidade. Cada indivíduo deve confiar ou cumprir a observância desses princípios para consolidar os laços sociais. Alguns sábios dizem que "Sabr" (perseverança), neste versículo adverte sobre a obediência e o cumprimento da ordem divina.

A palavra "Marhamah" aconselha o amor às criaturas de Deus e, como se sabe, os fundamentos da religião se baseiam no vínculo entre o homem e o Criador e sua criação. E para concluir dizemos que, seja qual for o seu significado, a perseverança é a raiz principal da obediência, do serviço, do abandono do pecado e da rebelião.

Plain text

  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <span> <blockquote> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd> <br> <hr> <h1> <h2> <h3> <h4> <h5> <h6> <i> <b> <img> <del> <center> <p> <color> <dd> <style> <font> <u> <quote> <strike> <caption>
  • Endereços de páginas web e endereços de email são transformados automaticamente em ligações.
  • As linhas e os parágrafos quebram automaticamente.
Fill in the blank.