A intercessão no Dia da Ressurreição

23:30 - 2022/05/23

Se considera a intercessão com a anuência de Deus uma das crenças islâmicas categóricas e necessárias.

A intercessão abrange aqueles que não cortaram seu vínculo com Deus e com a religião de uma forma completa, e serão convertidos dentre os servos corretos, abrangendo a misericórdia divina pela intercessão dos intercessores, apesar de haver se envolvido em alguns atos de desobediência e pecados.

A crença na intercessão está tomada Alcorão Sagrado e da tradição, e abaixo apontaremos alguns, desses textos:

Os versículos do Alcorão nos falam sobre o princípio da intercessão no Dia da Ressurreição e deixam claro a existência dele que terá lugar com a anuência de Deus. Diz:
“e não podem interceder em favor de ninguém, salvo de quem a Ele aprouver,”[1]

Quem serão os intercessores?

De alguns versículos seguem-se que os anjos estarão dentre os intercessores no Dia da Ressurreição, como diz:

“E quantos anjos há nos céus, cujas intercessões de nada valerão, salvo a daqueles que a Deus aprouver e comprazer! “[2]
Sobre o versículo que expressa:
“E pratica, durante a noite, orações voluntárias; talvez assim teu Senhor te conceda uma posição louvável”.[3]

Os exegetas sustentam que o "grau elogiado" é o mesmo grau de intercessão que é comprovado possuída pelo Grande Profeta (S.A.A.S).

B. A Intercessão nas narrativas:
Além do Alcorão Sagrado, muitas narrações transmitidas nos livros de hadith nos falam sobre intercessão. Aqui estão algumas, dessas narrações:

1. O Profeta disse:
"Por certo que minha intercessão é apenas por pessoas que cometeram grandes pecados de entre minha comunidade."[4]

A coisa aparente é que a razão para particularizar a intercessão para aqueles que cometeram grandes pecados e que os incluirá em particular, é que Deus prometeu no Sagrado Alcorão que Ele perdoará os pequenos pecados se eles se abstiverem dos grandes, assim os demais pecados, exceto os grandes entre eles, serão objeto de perdão durante a vida mundana, e desde que o perdão ocorreu, então não há mais espaço para intercessão.
Deus disse no Alcorão:“Se evitardes os grandes pecados, que vos estão proibidos, absorver-vos-emos das vossas faltas e vos proporcionaremos digna entrada (no Paraíso).”[5]

2. Ele também disse:
"Cinco coisas me foram concedidas... e me foi concedida a intercessão, que reservo para minha comunidade, e será para aqueles que não associaram nada a Deus".[6]

Quem quiser se familiarizar mais com outros intercessores no Dia da Ressurreição, além do Profeta (S.A.A.S), como os Imaculados Imames (A.S) e os sábios piedosos, e saber mais sobre aqueles que serão objeto de intercessão, pode referir-se aos livros de crença, kalâm ou teologia islâmica e hadiths.

É necessário saber que a crença na intercessão, assim como a crença na aceitação do arrependimento sincero, não deve provocar as pessoas a se encorajarem a cometer pecados, mas deve ser considerada como uma "janela de esperança" que devolve a ser humano para o caminho certo quando deseja perdão, e para que ele não se desvie do desânimo que não pensa em absoluto em voltar ao caminho reto.

A partir disso, fica claro para nós que o efeito marcante da intercessão é o perdão dos pecados de alguns desobedientes e pecadores, e não se restringe apenas a elevar o grau de crentes, como sustentam algumas escolas islâmicas (mais precisamente as islâmicas Mu'tazilitas).

 

 

[1] Alcorão sagrado. C.21, V.28.  وَلَا يَشۡفَعُونَ إِلَّا لِمَنِ ٱرۡتَضَىٰ

[2] Alcorão sagrado. C.53, V.26.  

وَكَم مِّن مَّلَكٖ فِي ٱلسَّمَٰوَٰتِ لَا تُغۡنِي شَفَٰعَتُهُمۡ شَيۡـًٔا إِلَّا مِنۢ بَعۡدِ أَن يَأۡذَنَ ٱللَّهُ لِمَن يَشَآءُ وَيَرۡضَىٰٓ

[3] Alcorão sagrado. C.17, V.79.   عَسَىٰٓ أَن يَبۡعَثَكَ رَبُّكَ مَقَامٗا مَّحۡمُودٗا

[4] Man lâ Iahduruh Al-Faqîh, por Shaykh As-Sadûq, t. 3, p.376. « إنَّما شَفاعَتي لاَهلِ الكَبائِر مِن أُمَّتِي »

[5]  Alcorão sagrado. C.4, V.31.     إِن تَجۡتَنِبُواْ كَبَآئِرَ مَا تُنۡهَوۡنَ عَنۡهُ نُكَفِّرۡ عَنكُمۡ سَيِّـَٔاتِكُمۡ وَنُدۡخِلۡكُم مُّدۡخَلٗا كَرِيمٗا

[6] Al-Jisâl, por Sheikh As-Sadûq, cap. “Al-Jamsah”; Sahîh Al-Bujârî, t.1, p.42; Musnad Ahmad, t.1, p.301.   « أُعْطِيْتُ خَمْساً... وأُعطِيتُ الشَفاعَة، فَادّخَرْتُها لاَُمَّتي فهيَ لِمَن لا يُشْرك بِاللهِ »

 

Plain text

  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <span> <blockquote> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd> <br> <hr> <h1> <h2> <h3> <h4> <h5> <h6> <i> <b> <img> <del> <center> <p> <color> <dd> <style> <font> <u> <quote> <strike> <caption>
  • Endereços de páginas web e endereços de email são transformados automaticamente em ligações.
  • As linhas e os parágrafos quebram automaticamente.
Fill in the blank.