O Imam Mahdi e jesus I

16:30 - 2022/05/21

O Islam acredita que um dia surgirá um ser humano que é descendente do Profeta Mohammad (S.A.A.S.), um filho de Fátima(que a paz esteja com ele) e de Ali (A.S.), um filho de Hussein(que a paz esteja com ele) e um filho do quarto Imam Ali ibn Hussein (que a paz esteja com ele).
Entre as escolas islâmicas xiitas e sunitas há as seguintes crenças. Os xiitas acreditam que o Imam Mahdi (A.F.) já nasceu e nas escolas sunitas acreditam que ele irá nascer, mas o fato que haverá o Imam Mahdi (A.F.) é uma realidade para ambos.

O Imam Mahdi (A.S) nas fontes cristãs

Os judeus crêem no aparecimento do salvador esperado como sendo o Messias. Eles não acreditam, porém, que esse Messias tenha sido Jesus, filho de Maria (A.S.), muito menos que Cristo tenha sido um Mensageiro divino. Eles afirmam que o Messias prometido surgirá nos fins dos tempos. Já os cristãos acreditam que Jesus (A.S.) retornará à Terra para limpá-la dos pecados com a água da misericórdia e da felicidade.

O que acontece com judeus e cristãos, acontece com budistas. Eles entoam, em seus templos, hinos pedindo o retorno de Buda à Terra para salvar o seu povo do sofrimento e da dor. O mesmo se diz a respeito das demais religiões.

Todas as religiões afirmam que, no fim de cada etapa da história, a humanidade caminha na direção da decadência moral e espiritual e não consegue, por si própria, colocar um fim a esse movimento descendente. Por isso, é necessário que um dia surja um personagem espiritual de nível elevado, inspirado no princípio da Revelação, que arrebate a humanidade das trevas da ignorância, da perdição, da injustiça e do exagero.

A humanidade testemunhou e testemunha muitos sistemas estabelecidos entre nós, como repúblicas presidencialistas, parlamentarismos e monarquias, através dos quais tentamos alcançar a justiça e a paz. Muitos países, através do diálogo, dos contratos e dos acordos tentam encontrar meios para que suas sociedades e povos vivam em paz, prosperidade e segurança, e o ser humano, através de seus esforços como diálogo, pensamento, criatividade, sistema político, sistema econômico deve tentar alcançar o sonho da união, da paz e da justiça.
Outra questão que deve ser evidenciada é o fato que a religião islâmica tem a mesma crença e objetivos de paz e justiça através de um salvador que o judaísmo e o cristianismo.
O Islam acredita que um dia surgirá um ser humano que é descendente do Profeta Mohammad (S.A.A.S.), um filho de Fátima (A.S.) e de Ali (A.S.), um filho de Hussein e um filho do quarto Imam Ali ibn Hussein (A.S.).

Entre as escolas islâmicas xiitas e sunitas há as seguintes crenças. Os xiitas acreditam que o Imam Mahdi (que Deus apresse sua chegada) já nasceu e nas escolas sunitas acreditam que ele irá nascer, mas o fato que haverá o Imam Mahdi (que Deus apresse sua chegada) é uma realidade para ambos.
Todas as religiões acreditam nesse princípio, e no Islam o Imam Mahdi (que Deus apresse sua chegada) é o esperado para praticar a justiça, já no cristianismo e judaísmo acreditam na vinda do Messias.

A primeira conclusão é que esse movimento, essa profecia, não será restrita a um povo, porque quando o Imam Mahdi (que Deus apresse sua chegada)  surgir será seguido e apoiado pelos profetas, e especificamente pelo Messias.
A segunda conclusão é que o surgimento do Imam Mahdi (que Deus apresse sua chegada) e do Messias não será a vitória para uma religião específica, e sim a vitória da religião de Deus, e o surgimento do Imam Mahdi (que Deus apresse sua chegada) não é para lutar contra as religiões.
Na visão islâmica existe um ponto importante que é a elevação de Jesus Cristo aos céus. Onde ele está e como ocorreu ninguém sabe, pois é um mistério divino, e Deus pode fazer o que desejar, mas o importante é que há a crença que o Messias retornará no fim dos tempos.

“Em verdade, eles vêem (o Dia) muito remoto, ao passo que Nós o vemos iminente.” (Alcorão Sagrado, 70:6-7).
Assim, vocês também precisam estar preparados, porque o Filho do homem virá numa hora em que vocês menos esperam. (Mateus 24:44)

A vinda do Messias Jesus será um sinal do surgimento do Imam Mahdi (A.F.). Jesus auxiliará na revolução do Imam Mahdi (que Deus apresse sua chegada), que será no fim dos tempos. Uma revolução social e religiosa liderada pelo Imam Mahdi (que Deus apresse sua chegada) que inclusive terá a ajuda do profeta Jesus Cristo (A.S.).
Então temos que ver se os sinais do retorno de outro salvador além de Jesus Cristo (que a paz esteja com ele) estão na Bíblia ou não!!!?
José Reis Chaves é teósofo e biblista ele disse :
“Pela Bíblia, o Filho de Deus é um, e o Filho do Homem é outro.”

Jesus, o Filho de Deus, é o mesmo Filho do Homem? Parece que os primeiros cristãos, inclusive os próprios apóstolos, não entenderam bem isso. Jesus se intitula o Filho de Deus, que estaria mais ligado a Deus, enquanto que o Filho do Homem se ligaria mais à humanidade.

Jesus disse a Nicodemos: "Ora ninguém subiu ao céu, senão o que desceu do céu - o Filho do Homem [que está no céu]" (João 3:13). Se o Filho do Homem desceu do céu e subiu ao céu, ele já deveria ter estado anteriormente aqui na Terra. Não pode, pois, o Filho do Homem ser Jesus, já que Jesus se encarnou e não reencarnou aqui na Terra. E Jesus fala de uma terceira pessoa, que não é Ele. Ademais, a frase "que está no céu" está entre colchetes, que equivalem a parênteses.

Eles afirmam que o Messias prometido surgirá nos fins dos tempos. Já os cristãos acreditam que Jesus (A.S.) retornará à Terra para limpá-la dos pecados com a água da misericórdia e da felicidade.A vinda do Messias Jesus será um sinal do surgimento do Imam Mahdi (A.F.).
Esses sinais ortográficos teriam o objetivo de diminuir a força de expressão do texto? Aliás, algumas Bíblias nem trazem essa frase "que está no céu", exatamente porque os teólogos e exegetas sempre tiveram Jesus como sendo também o Filho do Homem.
E, assim, se o Filho do Homem fosse Jesus, haveria aqui uma contradição, pois naquele momento, em que Jesus falava com Nicodemos, Ele, Jesus, estava aqui no mundo físico. Como, pois, Ele poderia estar no céu, o mundo espiritual?
Eis outro exemplo: "Qualquer que de mim e das minhas palavras se envergonhar, dele se envergonhará o Filho do Homem, quando vier na sua glória e na do Pai e dos santos anjos" (Lucas 9:26). Jesus não está falando Dele próprio, mesmo porque Ele não julga o mundo, mas o salva (João 12:47). E, no Velho Testamento, o Filho do Homem é que é o julgador no juízo final, e é o senhor dos exércitos, que não deve também ser confundido com Deus Pai: "Mas o senhor dos exércitos é exaltado em seu juízo; e Deus, o santo, é santificado em sua justiça" (Isaías 5:16).
Alguns biblistas afirmam ser o Filho do Homem o espírito de verdade, o consolador prometido e o Espírito Santo, que realiza as obras de Deus e seria, pois, o juiz do juízo final. Cabe aqui dizermos que, para Kardec, o consolador prometido é a doutrina espírita, o espírito de verdade é o que chefiou os espíritos da codificação espírita, e o Espírito Santo é o conjunto de espíritos iluminados. Sem querer contradizer Kardec, o verdadeiro reformador do cristianismo, acrescento que o Espírito Santo, biblicamente, abrange todos os espíritos humanos. "Vosso corpo é santuário dum Espírito Santo" (Coríntios 6:19). Realmente, um dia, todos nós vamos ser também espíritos iluminados, e isso segundo o próprio Kardec. Dizendo diferentemente: o Espírito Santo abrange todos os espíritos iluminados, mas como, um dia, todos os espíritos vão ser iluminados, o Espírito Santo é todos nós, embora a grande maioria de nós só tenha, por enquanto, o gérmen da iluminação, ou seja, nós somos espíritos iluminados, mas ainda apenas em forma de sementes, ou ainda só em estado potencial, como diz a filosofia.
Termino esta matéria com o profeta Zacarias demonstrando-nos as duas identidades diferentes do Filho de Deus e do Filho do Homem: "Os dois ungidos que estão sempre de pé diante Daquele que é o Senhor da Terra inteira" (Zacarias 4: 11-14).
Certamente a justiça de Deus será realizada em com a vinda do salvador...

Plain text

  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <span> <blockquote> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd> <br> <hr> <h1> <h2> <h3> <h4> <h5> <h6> <i> <b> <img> <del> <center> <p> <color> <dd> <style> <font> <u> <quote> <strike> <caption>
  • Endereços de páginas web e endereços de email são transformados automaticamente em ligações.
  • As linhas e os parágrafos quebram automaticamente.
Fill in the blank.