O Xiismo: A Continuação Natural da Diretriz do Profeta

13:00 - 2022/06/28

Os xiitas são o segundo maior ramo de crentes do Islão, constituindo 16% do total dos muçulmanos. Os xiitas consideram Ali, o genro e primo do profeta Mohammad, como o seu sucessor legítimo.

O Xiismo: A Continuação Natural da Diretriz do Profeta

Alguns pesquisadores modernos têm se empenhado em estudar o xiismo como um fenômeno acidental na sociedade islâmica, e em considerá-lo como um setor formado com o tempo no corpo da nação Islâmica, depois de acontecimentos e desenvolvimentos específicos que conduziram a uma formação intelectual e doutrinária particular numa parte deste grande corpo, parte que veio a crescer progressivamente.

Depois de terem produzido esta hipótese, estes pesquisadores divergem acerca dos acontecimentos e desenvolvimentos que teriam conduzido ao surgimento deste fenômeno, e o nascimento desta linha doutrinária. Alguns supõem que é Abdullah ibn Saba e sua almejada atividade política que se encontram na origem do Xiismo. Outros atribuem o fenômeno xiita à época do Califado do Imam Ali (A.S.) e a posição social e política que esta época criou no cenário dos acontecimentos. Outros ainda, presumem que o surgimento do xiismo se deveu a acontecimentos posteriores.

Se acredita que o que levou estes pesquisadores a crer, de modo incorreto, que o Xiismo é um fenômeno acidental na sociedade Islâmica é o fato de que os xiitas não constituem senão uma minoria no conjunto da comunidade Islâmica no começo do Islam.
Este fato fez com que cressem que a regra na sociedade islâmica era o não-xiismo, enquanto que o xiismo constituía a exceção e o fenômeno acidental, cujas causas faz-se necessário buscar no desenvolvimento da oposição à ordem estabelecida.

Porém, não é lógico tomar a maioria numérica e a minoria relativa como critério de distinção entre a regra e a exceção, entre a raiz e a derivação. Porque é errôneo qualificar como ortodoxia o Islam não-xiita, e tachar o Islam xiita de fenômeno acidental ou de cisma, baseando-se na maioria numérica.

Muitas vezes acontece que uma Mensagem (ou uma doutrina) seja objeto de dissidência entre seus adeptos, e que esta dissidência seja devida a uma disputa sobre a determinação dos aspectos desta Mensagem, e que os dois grupos discordantes sejam numericamente desiguais fazendo-se prevalecer por sua originalidade e sua representatividade da Mensagem que é o objeto de sua divergência.

Não nos é permitido de modo algum basear nossas concepções da divisão doutrinária no marco da Mensagem Islâmica, em Xiismo e não-xiismo, sobre o fato numérico.
Igualmente, não se deve assemelhar o nascimento da tese do Xiismo no Islam à aparição da palavra “xiita” ou “xiismo”, como termo que designa a um grupo determinado de muçulmanos, posto que o nascimento do termo e da expressão é uma coisa, e outra coisa é o nascimento do conteú- do, da tese e da corrente xiita.

Plain text

  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <span> <blockquote> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd> <br> <hr> <h1> <h2> <h3> <h4> <h5> <h6> <i> <b> <img> <del> <center> <p> <color> <dd> <style> <font> <u> <quote> <strike> <caption>
  • Endereços de páginas web e endereços de email são transformados automaticamente em ligações.
  • As linhas e os parágrafos quebram automaticamente.
7 + 7 =
Solve this simple math problem and enter the result. E.g. for 1+3, enter 4.