A Excelência Conduta do Imam Ali I

13:00 - 2022/10/17

É confrmado que ninguém se igualou a ele dentre a família profética nem entre os companheiros do Mensageiro de Deus. Ele foi único nas virtudes e na sublime personalidade. Deus, o Altíssimo, destingiu-o e o preferiu a muitos de Suas criaturas.

A Excelência Conduta do Imam Ali

A Excelência Conduta do Imam Ali

É confrmado que ninguém se igualou a ele dentre a família profética nem entre os companheiros do Mensageiro de Deus. Ele foi único nas virtudes e na sublime personalidade. Deus, o Altíssimo, destingiu-o e o preferiu a muitos de Suas criaturas.

Eis, em resumo, alguns relatos a respeito de sua excelência de conduta:

1. A Abnegação
Quanto ao Imam (A.S.), ele era a mais benevolente das pessoas, quem mais reprimia a zanga. Ele não se vingava de quem o hostilizasse ou fzesse mal a ele. Ele pagava o mal com o bem, perdoando e sendo benevolente para arrancar o espírito do mal de si mesmo. Ele parecia com o seu irmão e primo, o Mensageiro de Deus (S.A.A.S.), que também tinha essa nobre qualidade. Ele perdoou quem o havia hostilizado, os habitantes de Mecca, que eram os mais ferrenhos inimigos dele. Disse-lhes, após a conquista de Mecca: “Podem ir, estais livres.” Da mesma forma, a sua recomendação e a porta da metrópole de seu conhecimento, se conduziu, pagando a hostilidade de seus inimigos com o perdão e a benevolência.

Conduta islâmica, Boas Condutas XI

https://btid.org/pt/news/217509

Alguns Aspectos de Sua Benevolência
Os narradores citaram muitos aspectos da benevolência do Imam (A.S.) que expressam a sua excelente personalidade concedida por Deus, o Altíssimo, para que seja uma lâmpada para iluminar Suas criaturas e os orientar para o que é melhor. Eis alguns desses acontecimentos:

a) O Imam Ali (A.S.) chamou um garoto servo seu e este não o atendeu. Chamou-o várias vezes e o servo não respondeu. Ele lhe perguntou: “O que o levou a não responder ao meu chamado?” O servo lhe respondeu: “Fiquei com preguiça de responder e sabia que seria perdoado.” O Imam Ali (A.S.) fcou contente e disse: “Louvado seja Deus que me tornou daqueles que as Suas criaturas têm confança neles. Pode ir, você está livre pela causa de Deus, o Altíssimo.”

b) Abu Huraira foi ter com ele. Sabe-se que Abu Huraira costumava evitá-lo e demonstrava o seu ódio a ele. Pediu-lhe algo, e o Imam o atendeu. Alguns de seus companheiros o censuraram por aquilo, mas ele lhes disse: “Tenho vergonha que a sua ignorância sobrepuje a minha benevolência, a sua culpa a minha indulgência, e a sua necessidade a minha generosidade.”

c) Abu Al Kawá era dos Khawárij, e costumava insultar manifestamente o Imam, mesmo na frente dele. O Imam não lhe pagou com a mesma moeda, nem o castigou, mas lhe recitou o seguinte versículo: “Já te foi revelado, assim como aos teus antepassados: Se idolatrares, certamente tornar-se-á sem efeito a tua obra”. O indivíduo repetiu o versículo para o Imam, e este lhe respondeu: “Sê perseverante, porque a promessa de Deus é verdadeira. Que não te abalem aqueles que não crêem (na tua frmeza)”

Plain text

  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <span> <blockquote> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd> <br> <hr> <h1> <h2> <h3> <h4> <h5> <h6> <i> <b> <img> <del> <center> <p> <color> <dd> <style> <font> <u> <quote> <strike> <caption>
  • Endereços de páginas web e endereços de email são transformados automaticamente em ligações.
  • As linhas e os parágrafos quebram automaticamente.
3 + 15 =
Solve this simple math problem and enter the result. E.g. for 1+3, enter 4.