Atendendo às Necessidades dos Crentes por Imam Mahdi 

17:30 - 2022/11/21

Ó irmãos de fé, peço que mencionem suas necessidades a Sua Eminência, embora nada seja escondido dele, como mencionado no Kafi citando de Sua Eminência, Abu Abdillah Sadiq (as) que disse: “O Imam poderá ouvir mesmo enquanto estiver no útero e depois de vir à luz. E estará escrito entre seus ombros: “E a palavra do teu Senhor será cumprida com verdade e justiça; e não há ninguém que possa mudar Suas palavras, e Ele é Todo Ouvinte, Todo Sábio.” (Alcorão, Surah Anaam 6: 115) E quando o Imamato for confiado a ele, o Deus Todo-Poderoso fará para ele um pilar de luz, através do qual ele poderá ver o que as pessoas de cada cidade estarão fazendo.”

Mikyal al Makarim VOL.1

Atendendo às Necessidades dos Crentes por Imam Mahdi 

Aqui, nos contentaremos apenas em narrar duas anedotas: A primeira anedota trata de um humilde escravo de Allah, Muhammad Taqi Musawi Isfahani, o autor deste livro e é o seguinte: “Três anos antes da compilação deste livro, eu havia acumulado muitas dívidas. Então, numa das noites do mês do Ramadã, orei a Sua Eminência e a seu respeitado pai (as), e mencionei meus problemas. Depois do nascer do sol, quando voltei do Masjid e fui dormir, ouvi Sua Eminência dizendo-me em meu sonho: “Você deve ter paciência, para que eu possa receber algum dinheiro dos meus amigos especiais e enviar para você.” Acordei feliz do sono e agradeci ao Todo-Poderoso, e depois de alguns dias um irmão de fé veio a mim, a quem eu sabia ser justo e piedoso e me sentia muito confortável em sua companhia, e então ele entregou uma quantia para mim dizendo: “Isto é da parte do Imam.” Assim, fiquei muito feliz e disse a mim mesmo: “Este é o significado da minha visão de outrora; meu Senhor tornou-a realmente verdade.” 

(Alcorão, Surah Yusuf 12: 100)

Ó irmãos de fé, peço que mencionem suas necessidades a Sua Eminência, embora nada seja escondido dele, como mencionado no Kafi citando de Sua Eminência, Abu Abdillah Sadiq (as) que disse: “O Imam poderá ouvir mesmo enquanto estiver no útero e depois de vir à luz. E estará escrito entre seus ombros: “E a palavra do teu Senhor será cumprida com verdade e justiça; e não há ninguém que possa mudar Suas palavras, e Ele é Todo Ouvinte, Todo Sábio.” (Alcorão, Surah Anaam 6: 115) E quando o Imamato for confiado a ele, o Deus Todo-Poderoso fará para ele um pilar de luz, através do qual ele poderá ver o que as pessoas de cada cidade estarão fazendo.”

No livro, Jannatul Maawa, citando do Kashful Muhajja de Shaykh Kulaini, é mencionado do livro Rasail que: “Escrevi a Sua Eminência, Abul Hasan (as): “Uma pessoa tende a mencionar suas necessidades e segredos ao seu Imam, assim como as menciona ao seu Senhor?” Imam (as) escreveu em resposta: “Se você tiver uma necessidade, mova seus lábios (na fala) e você receberá a resposta de todos eles.”

Eu digo: Há muitas tradições sobre este assunto e quem quiser pode consultar os livros de tradições.

A segunda anedota vem do Jannatul Maawa, do grande estudioso, o respeitado Mirza Husain Noori (Que Allah aumente sua refulgência), que menciona o seguinte: No mês de Jumadi I do ano 1299, um homem chamado Aqa Muhammad Mahdi veio a Kazmain. Ele era um residente de Port Maloomeen, um porto de Maajeen e dos países da Birmânia, e que até então era uma colônia dos britânicos. De lá para Calcutá, a capital da Índia, há uma distância de seis dias de viagem por navio a vapor. Seu pai era um residente de Shiraz, mas ele nasceu e foi criado no porto mencionado acima. Três anos antes da data mencionada, ele adoeceu com uma doença muito grave. Tanto que depois recuperando-se disso, ele se tornou mudo e surdo. A fim de buscar a cura, ele veio para o Ziarat dos Imams (as) do Iraque, e ele veio para Kazmain, para sua família que era de comerciantes bem conhecidos, e ele ficou lá por 20 dias até que a água do rio subiu e um barco ficou pronto para partir para Samarrah. Seus parentes o trouxeram para o barco e o confiaram aos viajantes que eram pessoas de Bagdá e Karbala, e pediu-lhes que cuidassem dele e o ajudassem. Eles também escreveram para alguns zeladores de Samarrah para ajudá-lo em sua estadia. Assim, quando teve a honra de chegar àquele lugar abençoado, era tarde da sexta-feira dia 10 de Jumadi II do ano mencionado. Ele entrou no porão iluminado (Sardab) enquanto alguns homens santos e pessoas confiáveis estavam presentes.

                                                                    A semelhança do Imam Mahdi 110
                                                                                                               Quem é o Imam Mahdi (A.S) ?

Queria obter proximidade do lugar sagrado com toda humildade e buscar mediação. Ele escreveu sobre sua condição na superfície da parede e pediu às pessoas que orassem por dele. Ele então permaneceu longo tempo em orações e buscando mediação. Ele ainda não havia concluído suas orações, quando o Deus Todo-Poderoso lhe concedeu a cura pelo milagre de Hazrat Hujjat (as), e ele saiu daquele lugar com uma língua eloquente. No sábado, eles o trouxeram para a palestra de Sua Eminência, Chefe dos Juristas e dos mais antigos eruditos, o líder dos xiitas e a coroa da Shariah, Aqa Mirza Muhammad Hasan Shirazi; e ele recitou o Surah Hamd por meio da bênção de sua companhia honrada. Naquele dia todos os lugares estavam cheios de alegria e celebração, e nas noites de domingo e segunda-feira, estudiosos e nobres celebravam e iluminavam o pátio purificado dos dois Imams Askari (as). Eles versavam o incidente e poemas transmitidos por todo o país. Entre aqueles que estiveram com essa pessoa no barco, e o viram tanto na condição de enfermo quanto após a cura, poemas foram compostos sobre sua recuperação milagrosa. E o poeta da família da Infalibilidade, o grande intelectual Haaj Mulla Abbas Zanoozi Baghdadi, em seu longo panegírico, recitava sua Qasida:

“Naquele ano, todos os visitantes daquele lugar ficarão felizes e satisfeitos. Lá, eu vi um jovem da China, cujo nome era o mesmo do Imam da orientação (Mahdi).

Sempre que este jovem queria dizer algo, costumava apenas gesticular e só assim ele transmitia seus sentimentos. A doença prendia sua língua e lágrimas escorriam de seus olhos.

O jovem veio ao Sardab daquele em quem todas as pessoas depositam suas esperanças. Ele quiz fazer o Ziarat mesmo sem a língua, e com um coração que ele não consegue controlar. Ele começou a escrever sobre sua condição na superfície da parede, e que ele queria ser curado.

Peço a todos aqueles que lerem, que orem e recitem essa Ziarat por mim. Talvez minha língua recupere sua condição anterior, e que eu mesmo possa orar e recitar essa Ziarat. De repente, ele viu um homem se aproximando dele e algumas pessoas piedosas também o viram. Carregando o melhor dos livros, ele saiu de seu lugar de ocultação.

O jovem gesticulou para que ele orasse sobre o que havia escrito, e aquele senhor orou. Depois disso, ele pediu a um Sayyid que estava sentado lá, para orar pelo jovem.

O Sayyid se levantou de seu lugar e tomando a mão do jovem, o levou para o lugar do desaparecimento do Imam (aj).

E com o Suffa, que é a luz dos olhos, ele acendeu uma lâmpada  e trouxe-a perto da boca do jovem para ver se sua língua tinha começou a se mover.  Assim, o jovem começou a orar e pedir perdão enquanto seus olhos estavam imersos em lágrimas.

Naquele momento ele decidiu realizar a oração ritual (salat) com seu coração tão feliz de estar curado. Sim! O Todo-Poderoso Allah desimpediu sua língua e ele realizou a oração com todas as suas condições.”

 

Mikyal al-Makarim  Fii Fawa’id ad-Dua lil Qa’im Vol. 1

Plain text

  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <span> <blockquote> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd> <br> <hr> <h1> <h2> <h3> <h4> <h5> <h6> <i> <b> <img> <del> <center> <p> <color> <dd> <style> <font> <u> <quote> <strike> <caption>
  • Endereços de páginas web e endereços de email são transformados automaticamente em ligações.
  • As linhas e os parágrafos quebram automaticamente.
2 + 12 =
Solve this simple math problem and enter the result. E.g. for 1+3, enter 4.