Similaridade entre o Imam Mahdi e o profeta Ezequiel

14:30 - 2022/12/03

-Em Biharul Anwar é narrado de Abdul Karim Khatami que ele disse: Perguntei a Sua Eminência, Abu Abdillah Sadiq (as): “Por quanto tempo o Qa’im (aj) governará?” Ele disse: “Sete anos, e os dias e as noites serão tão prolongados que um ano chegará a dez anos seus. Portanto, seu governo será igual a setenta anos de acordo com seus padrões.

Alcorão

Semelhança com o Profeta (Ezequiel) Hizqil

O Deus Todo-Poderoso reviveu os mortos para o Profeta (Ezequiel) Hizqil (as), conforme mencionado no Rauda Kafi, citando Sua Eminência, Abu Ja'far Baqir (as) em relação ao versículo: “Você não considera aqueles que deixaram suas casas com medo da morte, e eles eram milhares, e Allah disse a eles: ‘Morram; e novamente Ele deu-lhes vida...” (Alcorão, Surah Baqarah 2: 243) “Eram 7.000 famílias de uma cidade síria. Várias vezes a peste atingiu sua cidade natal. Assim, sempre que sentiam que a praga havia chegado, as pessoas ricas da cidade costumavam deixar o local, no entanto, os pobres - que não tinham meios para viajar - costumavam ficar lá. Portanto, havia um grande número de mortes entre aqueles que ficavam para trás, enquanto havia muito poucas mortes entre aqueles que deixavam a cidade. E aqueles que haviam saído da cidade diziam: “Se tivéssemos ficado na cidade, a morte teria chegado a muitos de nós.” E quem havia ficado para trás, dizia: “Se tivéssemos saído da cidade, muitos de nós teriam evitado a morte.” Assim, todos eles tinham a impressão de que sempre que houvesse incidência de peste, todos deveriam deixe a cidade. E assim, quando souberam que a praga havia retornado, todos deixaram a cidade e partiram para longe dali com medo da morte, e vagaram por diferentes cidades enquanto Allah quis. Então, eles chegaram a uma cidade que estava em ruínas, e a praga havia matado todos seus habitantes. Quando chegaram ali, se estabeleceram, e Allah, o Poderoso e Sublime, disse-lhes: “Morram, vocês.” Todos eles morreram no mesmo instante, e se tornaram pó. Depois disso, transeuntes e viajantes pararam ali e juntaram seu pó. Então (Ezequiel) Hizqil (as), um profeta da Bani Israel passou por lá. Quando ele viu aqueles ossos, ele chorou e disse: “Se quiseres, assim como os mataste a todos, também podes trazê-los todos de volta à vida. De modo a eles possam reconstruir sua cidade, se que eles possam dar à luz filhos para que adorem Você.” O Deus Todo-Poderoso revelou a ele: “Você gostaria disso?” “Sim”, ele respondeu, “Por favor, deixe-os reviver.” Sua Eminência, o Imam Sadiq (as) disse: “Hizqil pronunciou as palavras reveladas por Allah, o Poderoso e Sublime, e ele viu os ossos se recompondo e se juntando, e todos se viveram novamente.  E quando eles se entreolharam, disseram: “Glória a Allah, pois Allah é o maior. Não há deus exceto Ele (Allah).” Naquele momento, o Profeta Hizqil disse: “Testifico que o Deus Todo-Poderoso é poderoso sobre todos e tudo que existe”. 

O Qa’im (aj) também é tal que o Deus Todo-Poderoso animará (dará vida a) todos os crentes. E também aos hipócritas e infiéis. Os relatos tradicionais que provam este assunto são muito numerosos e Mutawatir.
 

                                                   

Entre eles, é mencionado no Rauda Kafi, de Abu Baseer, que ele disse: “Eu perguntei a Sua Eminência, Abu Abdillah Sadiq (as) sobre a declaração de Allah Todo-Poderoso: “E eles juram por Allah com o mais firme juramento: ‘Allah não levantará aquele que morre.’ Sim! É uma promessa incumbente a Ele, e uma verdade certeira, mas a maioria das pessoas não sabe...” (Alcorão, Surah Nahl 16:38) Ele disse: “O Abu Baseer o que eles dizem sobre isso?” Eu respondi: “Os politeístas falam assim, e eles disputaram sobre isso com o Mensageiro de Allah (S); que o Deus Todo-Poderoso não trará os mortos de volta a vida.” Sua Eminência disse: “Que um pior castigo caia sobre aquele que fala assim.” Abu Baseer disse: “Que eu seja sacrificado por você, me diga sobre isso.” Ele disse: “Ó Abu Baseer, quando nosso Qa’im surgir, o Deus Todo-Poderoso levantará um grupo de nossos xiitas em torno dele, e Ele os tornará vivos, de tal forma que suas espadas estarão na altura de seus ombros (prontos para atacar). Quando esta notícia chegar ao restante da comunidade de nossos xiitas, eles dirão uns aos outros: “Tal e tal e tal se levantaram de seus túmulos e estão com Qa’im (aj).”

No mesmo livro, é narrado de Hasan bin Shazan de uma pessoa que disse: Escrevi uma carta de reclamação a Sua Eminência, Abul Hasan, o Imam Reza (as), pois naquela cidade havia um grupo de otomanos que me perseguia. A resposta de Sua Eminência a minha carta foi a seguinte: “Allah, o Poderoso e Altíssimo, assumiu a aliança de nossos amigos, de observar a paciência com o governo dos tiranos. Portanto, seja paciente conforme a ordem de seu Senhor. E quando o líder das criaturas se levantar, eles dirão: “Ó, ai de nós! Quem é esse que se levanta?” Isso será o que o Deus Beneficente prometeu, e os apóstolos disseram a verdade.”

Em Biharul Anwar é narrado de Abdul Karim Khatami que ele disse: Perguntei a Sua Eminência, Abu Abdillah Sadiq (as): “Por quanto tempo o Qa’im (aj) governará?” Ele disse: “Sete anos, e os dias e as noites serão tão prolongados que um ano chegará a dez anos seus. Portanto, seu governo será igual a setenta anos de acordo com seus padrões. E quando chegar a hora de seu fim, no mês de Jumadi II, dez dias antes do Rajab, haverá grande intensidade de chuvas, como as pessoas não terão visto antes. Então, o Deus Todo-Poderoso, exporá a carne e corpos dos crentes em seus túmulos. E é como se eu pudesse vê-los sacudindo a poeira de seus cabelos.” 

No mesmo livro, há uma longa tradição de Khasais até o Amirul Momineen (as), em que ele disse: “Que surpresa! E como eu não deveria ficar surpreso com as pessoas que Allah animará, distintas por grupos, e recitando: ‘Aqui estou’, e atendendo ao chamado do chamador Divino, alcançarão as estradas de Kufa.”

É narrado de Sua Eminência que ele disse a respeito do versículo: “Frequentemente, aqueles que descreem, desejam ter sido muçulmanos”. (Alcorão, Surah Hijr 15: 2) “Quando meus xiitas e eu emergimos de nossos túmulos, e Uthman bin Affan e seus seguidores emergirem dos deles, e os Coraixitas que eliminamos da Bani Umayyah naquela época; aqueles que descreem desejarão que fossem muçulmanos.”

No Tafseer de Ali bin Ibrahim é mencionado em relação ao versículo: “Portanto, conceda aos incrédulos uma trégua: Deixe-os em paz por um tempo.” (Alcorão, Surah Tariq 86:17) “Demos trégua até a ascensão do Qa’im. Então, quando ele se levantar, ele se vingará dos tiranos, dos rebeldes da Quraish e da Bani Umayyah, e outras pessoas, em Meu nome.

Plain text

  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <span> <blockquote> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd> <br> <hr> <h1> <h2> <h3> <h4> <h5> <h6> <i> <b> <img> <del> <center> <p> <color> <dd> <style> <font> <u> <quote> <strike> <caption>
  • Endereços de páginas web e endereços de email são transformados automaticamente em ligações.
  • As linhas e os parágrafos quebram automaticamente.
1 + 12 =
Solve this simple math problem and enter the result. E.g. for 1+3, enter 4.