A religião Versus Imoralidade

13:11 - 2023/03/06

O Alcorão revela a realidade do caluniador num curto, porém eloqüente versículo: “Quem de vós seria capaz de comer a carne de seu irmão morto? Tal atitude vos causa repulsa…” (49:12) Portanto, da mesma maneira que é natural que um ser humano se recuse a comer a carne de um cadáver, sua razão deve repudiar a calúnia.

A religião Versus Imoralidade

A religião Versus Imoralidade

Os líderes da religião deram muita atenção à correção dos sentimentos e características psicológicas das pessoas tanto quanto se esforçaram para erradicar o politeísmo e o ateísmo. O Mensageiro de Deus (S.A.A.S.) disse: “Eu não fui enviado senão para aperfeiçoar as nobres características”.

As pessoas foram orientadas à moralidade pela grande escola islâmica, apoiada pela compreensão virtuosa e lógica. O Islam considera qualquer transgressão dos limites da moralidade um pecado reprovável. Na verdade, o Islam não para na definição da calúnia como um pecado grave, mas também torna um dever de todos os muçulmanos defenderem a honra daquele que esteja sendo atingido pela calúnia. O Mensageiro de Deus (S.A.A.S.) disse: “Se um homem for caluniado em tua presença, seja um apoiador para ele, repreenda o caluniador e (então) se retire do grupo”. (Nahj al fasahah p.48)

Ele também disse: “Aquele que defender a honra de seu irmão em sua ausência, Deus estipulará sobre ele o direito de salvaguarda do Fogo (do Inferno)”. (Nahj al Fasahah p.613)
O Mensageiro de Deus (S.A.A.S.) disse: “E quanto àquele que calúnia um muçulmano, Deus não aceitará suas preces e seu jejum por quarenta dias e noites, a menos que o irmão que foi caluniado o perdoe”. E disse também: “Aquele que caluniar um muçulmano durante o mês de Ramadan, não terá recompensa por seu jejum”. (Bihar Al anwar v.16 p.179)
O Mensageiro (S.A.A.S.) também descreveu o muçulmano da seguinte maneira: “Um muçulmano é aquele de cujas mãos e língua os outros estão seguros”.

Está claro que se um indivíduo se permite à calúnia de seu irmão muçulmano, então certamente viola as regras da moralidade e se torna um criminoso aos olhos da humanidade e do Islam. Todas as escolas islâmicas concordam que a calúnia é um pecado maior; pois, o caluniador viola as ordens de Deus e os direitos das pessoas, desconsiderando os mandamentos de Deus.
Assim como uma pessoa ausente não pode defender sua honra e dignidade, um cadáver é incapaz de se defender, portanto, é dever de todos respeitar as normas com respeito à dignidade do morto. A calúnia e a difamação são gêneros de pressão espiritual. Imam Ali (as) disse: “A calúnia é a pressão dos fracos”. (ghurar al hikam p.36)

Dr. Shakhter disse: “A frustração na obtenção do que se precisa resulta no sofrimento espiritual. Este sofrimento nos induz a inventar uma forma de defesa. As pessoas se diferenciam quanto ao gênero de atitude que tomam em tais situações. Se um homem sente que os outros não lhe dão a atenção que espera deles, por medo de ser rejeitado, ele opta pelo isolamento e a solidão em vez da socialização. Ele pode sentar-se num canto durante uma reunião, em silêncio e separado dos demais, não falar com ninguém, criticar os demais; ou rir consigo mesmo sem nenhuma razão. Ou ele pode discutir com os outros, caluniar alguém que não se encontre ali ou criticar o resto das pessoas até que prove sua presença dessa maneira”. (Roshd-e Shakhsiyyat)

A religião Versus Imoralidade

A religião Versus Imoralidade

Dr. Mann, em sua obra “Os Fundamentos da Psicologia” escreve: “Para preservar nossa honra, podemos tentar substituir nossas derrotas ou deficiências pela atribuição da culpa a outros por isso. Por exemplo, se não passamos num exame, culpamos o professor pelas questões apresentadas; ou se não conseguimos a promoção para determinada posição, desprezamos esse posto ou caluniamos aqueles que o ocupam. Ou podemos considerar os outros responsáveis por nossa inaptidão quando de fato, não são”.
Concluindo, para desenvolver boas características, devemos nos observar e manter uma intenção pura. Devemos começar por nós mesmos, de modo que sejamos capazes de obter a base adequada para nossa felicidade e a felicidade da sociedade em todas as áreas.

A religião Versus Imoralidade

Plain text

  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <span> <blockquote> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd> <br> <hr> <h1> <h2> <h3> <h4> <h5> <h6> <i> <b> <img> <del> <center> <p> <color> <dd> <style> <font> <u> <quote> <strike> <caption>
  • Endereços de páginas web e endereços de email são transformados automaticamente em ligações.
  • As linhas e os parágrafos quebram automaticamente.
11 + 6 =
Solve this simple math problem and enter the result. E.g. for 1+3, enter 4.