Problemas Provocados pela Inimizade

11:57 - 2023/04/30

Não há um fardo mais pesado, comportamento ou desordem psicológica mais perigosa que atinja o homem do que a inimizade, ou o ato de alimentar sentimentos de ódio em relação aos outros. O ódio é um dos sentimentos mais prejudiciais, que afeta a felicidade e a tranquilidade do homem. Origina-se da força da ira e desequilibra espiritualmente o homem.

Problemas Provocados pela Inimizade

Problemas Provocados pela Inimizade

Quando o indivíduo está furioso um pouco de razão pode fazer com que se acalme, ao eliminar o desconforto psicológico e extinguir o fogo da ira em seu coração. Ainda assim, uma centelha desse fogo pode permanecer no coração destruindo sua felicidade e tranquilidade.
Ao contrário do perdão, que é um elemento de bondade, equilíbrio emocional, paz e harmonia, o ódio e a inimizade são causas de dissensão e desarmonia. São manifestações de uma espiritualidade criminosa.
A ira elimina a ansiedade e o desconforto emocional, mas a dor que o indivíduo sofre por tentar tratar o mal com o mal é muito maior do que a que venha a ser causada por qualquer outra coisa. A razão disso é que o segundo tipo de dor é, em geral, temporária, mas quando as dores da inimizade surgem, estimulam o ódio escondido a ferir a consciência por todo o tempo.

Ademais, a inimizade não é eliminada por uma única má ação; antes, alarga a ferida no coração, o que leva a natureza do inimigo prepará-lo a tomar uma atitude de defesa ou de retaliação. A inimizade pode ter consequências dolorosas que se tornarão incuráveis se vierem a surgir. Um indivíduo pode se tornar uma vítima
permanente da consciência por causa de uma ação impensada oriunda do ódio ou da inimizade. Pode mesmo chegar ao ponto de cometer violência contra si próprio. Existem alguns indivíduos em cuja vida não há experiência de perdão ou generosidade, pois, nunca relevaram um defeito ou transgressão menor contra eles. Tais sentimentos exacerbados os levam a gastar sua energia e capacidade na busca de vingança, ainda que essa busca os induza a se lançarem no fogo.
Indivíduos que são facilmente enfurecidos pelos acontecimentos tendem a rapidamente buscar retribuição. Não têm paciência de ouvir sequer a menor crítica a seu comportamento. Por outro lado, pessoas maduras e emocionalmente fortes aprendem com os pontos positivos da crítica por conseguinte, se preparam com os fatores da mudança para melhor.
De acordo com um sábio: “Reações violentas (à crítica) indicam falta de maturidade completa, pois, frequentemente não existem situações de humilhação ou observações desdenhosas que desde o início provoque tais reações. Uma pessoa pode imaginar razões de humilhação que, na verdade, não existem; ou a humilhação pode ter ocorrido sem qualquer intenção. Em ambos os casos, não haverá razão alguma para mágoa ou queixa.

Problemas Provocados pela Inimizade

Problemas Provocados pela Inimizade

Se a humilhação intencional não ocorreu, ou foi uma reação a uma deficiência real que faz o indivíduo sofrer; neste caso, ele não deve reclamar, mas se empenhar em eliminar a deficiência; ou terá sido infundada, então a pessoa não deve se exceder; em vez disso deve perceber que o indivíduo que o insultou ou se trata de um invejoso, ou tem más intenções, um indivíduo frustrado ou insensato que tenta se vingar, ou um ignorante buscando diminuir os demais com questões inventadas contra eles. Em todo caso, uma pessoa sábia nunca deve se magoar com atos de ignorância”.
Ações de vingança ocorrem a partir de sentimentos de insignificância e o indivíduo sofrerá com isso, como resultado do ódio recalcado de um trauma da infância, ou do ambiente social em que eventos dolorosos foram vividos. Em outras palavras, a vingança é um método que aqueles que sofrem com complexos de “insignificância” tentam reparar sua sensação de fracasso e humilhação. Tais pessoas buscam por qualquer meio possível ferir os outros e para isso, cometerão qualquer crime. Entre os fatores efetivos que auxiliam a esses indivíduos a abandonarem a maldade está o respeito aos sagrados objetivos da vida. Porque, aquele que purifica sua alma e sua conduta, e que desconsidera todos os demais objetivos, desconsiderará então o mau tratamento às pessoas.
Até onde reagimos ao mau tratamento alheio é um assunto que está em nossas mãos. Também é nossa escolha mudar o curso de nossos pensamentos. Portanto, somos capazes  com boa vontade mudar a influência dos vários fatores em nosso fortalecimento no caminho da erradicação do sentimento de vingança, que pressiona nosso espírito.
Entretanto, se ignorarmos nossa responsabilidade moral as outras pessoas não poderão nos ajudar na mudança de nossos defeitos. A vingança assume várias formas. Algumas pessoas tencionam fazer com que seus inimigos tenham um mal destino, fingindo orientá-los à devoção e honestidade. Estas são cuidadosas em suas tramas. De
acordo com um sábio ocidental: “O ódio e a inimizade têm origem na instabilidade mental, sobretudo quando não existem outras causas aparentes. Podemos resolver a maioria das questões de maneira fraternal, porém, o orgulho e a arrogância nos impedem de fazê-lo.
Com frequência abandonamos nossos amigos e entes queridos pelos menores erros que cometem contra nós. Às vezes, sabemos que são inocentes, porém, ainda assim nos recusamos a perdoá-los. Eu desejo que sejamos capazes de minimizar nossa injustiça para com eles”.

Plain text

  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <span> <blockquote> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd> <br> <hr> <h1> <h2> <h3> <h4> <h5> <h6> <i> <b> <img> <del> <center> <p> <color> <dd> <style> <font> <u> <quote> <strike> <caption>
  • Endereços de páginas web e endereços de email são transformados automaticamente em ligações.
  • As linhas e os parágrafos quebram automaticamente.
17 + 0 =
Solve this simple math problem and enter the result. E.g. for 1+3, enter 4.