#monoteísmo

Interpretação do Alcorão -Báqara I

Interpretação do Alcorão
09:38 - 2021/11/13

A segunda e a mais longa Surata (capítulo) do Alcorão Sagrado. É certo que não foi revelada de uma só vez, mas em várias fases, de acordo com as necessidades da sociedade islâmica de Medina. Ela se distingue pela sua abrangência, estendendo-se pelos princípios da crença e as práticas religiosas, sociais, políticas e econômicas dos muçulmanos. Nessa Surata encontramos:

1. Textos a respeito do Monoteísmo e do conhecimento do Criador, desvendando os segredos do Universo. 2. Viagens ao Mundo Vindouro e da Ressurreição, vinculadas aos exemplos sensoriais, como a história de Abraão (a.s.), a ressuscitação do pássaro e a história de Uzair (a.s.). e ...

Interpretação do Alcorão -Fátiha IX

Interpretação do Alcorão
09:25 - 2021/11/10

Se Deus não deseja que adoremos a outro, não deseja que peçamos ajuda a outro, para pedirmos somente a Ele. Porém, como entendemos o signifcado do monoteísmo no pedido de ajuda a Deus?
Será que entendemos disso que o homem não possui independência em seus assuntos, e necessita pedir ajuda a Deus em todos os seus atos, para que sejam o aspecto dos atos de Deus, tornando a sua origem n’Ele a origem real, enquanto a sua própria origem seria mecânica ou formal? 

 

A ideologia do wahhabismo 

10:34 - 2021/10/17

A melhor maneira de examinar a ideologia do wahhabismo é examinar os escritos de Muḥammad ibn ʿAbd al-Wahhāb, que compilou uma série de pequenos livros nos quais definiu clara e explicitamente suas crenças e ideologia. O que é evidente em relação a este homem é que ele nunca foi considerado muito erudito nas ciências islâmicas e não estudou por muito tempo com nenhum dos grandes professores de seu tempo. É por isso que ele cometeu muitos erros. Infelizmente, ele nunca corrigiu esses erros ideológicos, mas sim, ele teimosamente continuou com suas crenças desviantes.

Nahjul Balagha Sermão nº 132

Nahjul Balagha Sermão nº 132
13:16 - 2021/10/05

-A clássica seleção de sermões, cartas e ditos do Imam Ali ibn abi Taleb (que a paz esteja com ele), o Príncipe dos Fiéis, compilada pelo grande sábio Sharif al-Radhi. Esta obra é a segunda mais importante na literatura ética-moral islâmica, ficando atrás apenas do Alcorão Sagrado, e é um retrato fiel do caráter, eloquência e grandiosidade do Imam Ali (que a paz esteja com ele).

Interpretação do Alcorão al-Ikhlâs VIII

Interpretação do Alcorão
07:33 - 2021/09/13

Só a Deus se deve a adoração, ninguém senão Ele merece ser adorado, porque a adoração é pela Perfeição Absoluta, pelo Auto-Suficiente, por aquele que concede todos os favores, pelo criador de todos os seres e tudo isso não é  encontrado, exceto , em sua pura Essência.

 

Interpretação do Alcorão al-Ikhlâs III

13:08 - 2021/09/06

Disse o Príncipe dos Crentes (que a paz esteja com ele): “Allah, ele é o adorado por excelência. É Ele, por Quem as criaturas são surpreendidas e por Quem as criaturas amam. Allah é Aquele que os olhos não podem perceber, nem o pensamento pode imaginar.

Interpretação do Alcorão al-Ikhlâs,II

07:41 - 2021/09/05

Em uma frase do Imam Al-Bâqer (que a paz esteja com ele), vemos: “Os descrentes e idólatras apontaram para seus ídolos, dizendo:“ Estes são os nossos ídolos, ó Muhammad! Você também descreve o seu Deus, para vê-lo e conhecê-lo ”. Então Deus revelou esses versículos, usando um pronome de terceira pessoa, que chama a atenção dos descrentes, que o Deus de Muhammad está oculto aos olhos e inalcançável às mãos.

Imam Hussain (a.s.) e orientação da sociedade

Imam Hussain (a.s.) e orientação da sociedade 12:52 - 2021/09/04

Imam Hussain (que a paz esteja com ele), levantando a bandeira da reforma, guiou o navio do monoteísmo através das águas tempestuosas da tirania de omíadas.