Sou um escravo, negro

08:46 - 2020/06/12

No islam não há espaço para o racismo, , ninguém possui lugar marcado, todos são iguais em direitos e obrigações ,negros ou brancos ,ricos ou pobres  , As maiores personalidades que se destacaram socialmente como exemplos de moral e ética foram o Profeta Mohammad (S.A.A.S.) e seus Ahlul Bait (A.S.), A ética e a conduta do Profeta (S.A.A.S.) e dos Ahlul Bait (A.S.) é um patrimônio da humanidade e uma das fortunas do Islam .

.

No islam não há espaço para o racismo, , ninguém possui lugar marcado, todos são iguais em direitos e obrigações ,negros ou brancos ,ricos ou pobres  , As maiores personalidades que se destacaram socialmente como exemplos de moral e ética foram o Profeta Mohammad (S.A.A.S.) e seus Ahlul Bait (A.S.), A ética e a conduta do Profeta (S.A.A.S.) e dos Ahlul Bait (A.S.) é um patrimônio da humanidade e uma das fortunas do Islam .

Olha a historia karbala ,quando  os companheiros e seguidores de imam Hussein que o acompanhavam em Karbala pertenciam a camadas sociais diferentes, mas todos possuíam algo em comum – sua extrema admiração e afeição por Hussein, e incondicional fé na justiça de sua causa. Alguns deles eram homens livres e verazes soldados, outros eram escravos que vieram com seus senhores; e mesmo quando foram liberados se recusaram a ir, e por nenhum momento abandonaram a causa para salvarem suas vidas.

Pelo contrário, pediram para permanecerem e ganharem a liberdade lutando ao lado de Hussein. Um deles, Jawn, de maneira trivial disse: “Ó meu senhor! Sou um escravo negro e as pessoas dizem que nós possuímos sangue negro também. Dá-nos o privilégio de termos o nosso sangue misturado com o dos mártires nas planícies de Karbala, para provarmos que também temos sentimento de devoção e bravura, e que possamos responder às responsabilidades sem ninguém nos obrigar ou compelir, mas, sim, com a espontaneidade de um homem livre”.
 

Naquele dia, diante de tantas provações e sofrimento, Hussein teve apenas o consolo em saber que era apoiado por um punhado de fiéis companheiros os quais o mundo jamais viu igual. Foram pessoas que se desprenderam de todos os planos mundanos, que não pensaram, por um momento sequer, no que poderia acontecer com suas esposas e filhos caso sobrevivessem.

 O único pensamento que os guiava era o de proteger e defender Hussein e sua família, e para isto, não importava o quão pesado seria o fardo.[1]

 

[1] . A Revolução do Imam Al-Hussein (A.s.) - motivos, Fatos e Resultados. P 182 .

Plain text

  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <span> <blockquote> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd> <br> <hr> <h1> <h2> <h3> <h4> <h5> <h6> <i> <b> <img> <del> <center> <p> <color> <dd> <style> <font> <u> <quote> <strike> <caption>
  • Endereços de páginas web e endereços de email são transformados automaticamente em ligações.
  • As linhas e os parágrafos quebram automaticamente.
Fill in the blank.
O Único Caminho Da Salvação