O imam Mussa Al-Kadhem

19:27 - 2022/02/27

O Profeta teve doze sucessores, todos os quais foram martirizados no caminho de Deus, eles eram como os profetas em palavra, moralidade e ação, o sétimo deles é  o imam Al-Kadhem.

Eles eram como os profetas em palavra, moralidade e ação

O imam Mussa Al-Kadhem

O sétimo IMAM – MUSSA IBN JAAFAR (que a paz esteja com eles)
O Imam Mussa era chamado de “O Silencioso” por causa de sua paciência, clemência e calma, bem como, outros o apelidavam de “Açaleh”, ou seja “O Bom Devoto” e “Zein Al-Mujtahidin”, que significa “Formosura dos Estudiosos” devido a sua extrema devoção e intelectualidade.

O Imam Mussa “Al-Kadhem” nasceu na cidade de Al-Abuá, onde faleceu Amina Bent Wáhb, a mãe do Mensageiro de Deus. Esta cidade fica entre as cidades de Medina e Meca. Seu nascimento ocorreu no ano de 128 da Hijra (745 d.C) e, quando informaram o Imam Jaafar “Assadeq” do seu nascimento, ele exultou de alegria dizendo: “Quisera não Ter outros filhos além deste, para que nenhum compartilhasse com ele o meu amor paterno!”

O Imam “Açadeq” permaneceu pouco tempo na localidade de Al-Abuá; retornando logo para a cidade de Medina, levando consigo seu filho recém-nascido, o Imam Mussa Ibn Jaafar. Ao chegarem na cidade, as pessoas vieram em grupo para felicitá-lo pelo nascimento de seu filho Mussa e o Imam Jaafar “Assadeq” ofereceu aos congratulantes uma festa com um banquete por três dias consecutivos.

Como já informado, seu pai foi o Imam “Açadeq”. Sua mãe foi Hamida, que era da Andaluzia. Seu avô paterno foi o Imam Mohammad Ibn Ali “Al-Báqer” e sua avó paterna foi Fátima Bent Al-Qássem.
ele teve trinta e sete filhos, sendo dezoito do sexo masculino e dezenove do sexo feminino, nascido de diversas esposas.

O Imam Mussa Ibn Jaafar tomou posse do ministério do Imamato após a morte de seu pai, por volta do ano 148 da Hijra, correspondente ao ano de 758 d.C. Tinha ele então vinte anos de idade, ficando no poder por trinta e cinco anos, sendo ele o herdeiro da sabedoria e sapiência de seu pai e de seus avós, admirado pela sua fina índole, desprendimento, generosidade, paciência e coragem. Seu pai, o Imam Assadeq disse-lhe certa vez: “Graças a Deus que te fez o sucessor de seus ancestrais, a alegria dos Profetas e a compensação dos amigos”.

A própria história nos relata que houve muitos protestos e debates entre o Imam Al-Kadhem e alguns dos governantes Abássidas, tal como ocorreu entre ele e Haroun Al-Rachid, quando o Califa lhe falou: “Por que exortou o povo para atribuir-vos de que sois os filhos do Mensageiro de Deus, enquanto sois os filhos de Ali Ibn Abi Táleb, pois todo homem descende de seu pai, e não da sua mãe e o Profeta Mohammad é vosso ancestral por parte de mãe?” Calmamente, o Imam lhe respondeu: “Se o Profeta ressuscitasse e pedisse a vossa filha por esposa, a concederias?” Imediatamente Haroun Al-Rachid assentiu: “Glorificado seja Deus! Como não aceitaria?! Pois eu me sentiria o mais honrado com isto e o mais privilegiado dentre os árabes e persas!” O Imam lhe falou então: “Se o Profeta ressuscitasse, jamais me pediria a minha filha por esposa”. Haroun Al-Rachid, lhe perguntou perplexo: “Por que, ora?” Nisso, o Imam replicou: “Porque ele é meu pai, mesmo pelo lado da mãe”. Mesmo assim, Haroun insistiu: “Por que vos considerais semente do Mensageiro de Deus se a semente provém do homem e não da mulher?” Responda-me sem rodeios. O Imam lhe respondeu imediatamente: “Deus revelou na Surata Al- An’ Am (O Gado), nos versículos 83, 84 e 85: “E aquele Nosso argumento proporcionamos a Abraão para persuadir seu povo de que Nós o elevamos as dignidades de quem nos Apraz. O vosso Senhor é Prudente, Sapientíssimo. E agraciamo-lo com Isaac e Jacó a quem iluminamos como iluminamos anteriormente a Noé e sua descendência, Davi e Salomão e Jó e José e Moisés e Arão e assim recompensamos os benfeitores. E a Zacarias e Yahia (João Batista) e Issa (Jesus) e Elias, todos eles contam dos virtuosos”. O testemunho mencionado pelo Imam Al-Kadhem nestes versículos alude à genealogia do Profeta Issa proveniente de Abraão. Depois de recitar os três versículos, o Imam prosseguiu: “É sabido de que Issa não teve um pai terreno e sua genealogia proveniente de Abraão é do lado da mãe, portanto, nós também descendemos do Mensageiro de Deus do lado de nossa mãe Fátima “Azzahra”. Diante da eloquência do Imam “Al-Kadhem” Haroun Al-Rachid nada mais falou, permanecendo calado.

Respeitosamente, porém, o Imam lhe perguntou: “Gostaria Vossa Majestade que eu vos recite outro versículo?” E Haroun assentiu: “Recite, pois”. O Imam começou a recitar o versículo 61 da Surata Aal Imram (A Família de Imram) “… e quem discute contigo a respeito dela (a verdade) depois do que veio em conhecimento, diz-lhe: Vinde! Convoquemos nossos filhos e vossos filhos, nossas mulheres e vossas mulheres e nós mesmos, e então pediremos que a maldição de Deus caia sobre os embusteiros”. O Mensageiro de Deus quando da Mobáhala, isto é, da Polêmica com os Bani Nidjrán, aludiu somente a Ali e Fátima “Azzahra” e seus dois netos Al-Hassan e Al-Hussein, pois considerava ambos como seus próprios filhos, confirmando e reconhecendo o versículo, apesar de descenderem do Profeta pela genealogia da mãe

 

Arresala

Plain text

  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <span> <blockquote> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd> <br> <hr> <h1> <h2> <h3> <h4> <h5> <h6> <i> <b> <img> <del> <center> <p> <color> <dd> <style> <font> <u> <quote> <strike> <caption>
  • Endereços de páginas web e endereços de email são transformados automaticamente em ligações.
  • As linhas e os parágrafos quebram automaticamente.
4 + 16 =
Solve this simple math problem and enter the result. E.g. for 1+3, enter 4.