A estrada para a Luz, versículos 113-117 do capítulo de Báqara

11:00 - 2022/01/29

-O Alcorão é o eterno milagre. É o último livro de Deus enviado para orientação da humanidade, por intermédio do último Profeta, Muhammad (que a Paz e a Bênção de Deus estejam sobre ele). O Alcorão está dividido em 114 capítulos, de tamanhos variados, a mais longa é a Báqara, (a Vaca), que consiste de 286 versículos, e o mais curta é Al-Cauçar, (a Abundância), de apenas três versículos. Todo o Alcorão contém 6,666 versículos, com 323 671 letras. Os capítulos revelados antes da migração do Profeta para Medina são chamados de Meca, e os revelados após a migração, de Medina.

A estrada para a Luz, versículos 113-117 do capítulo de Báqara

O versículo do Alcorão Sagrado do capítulo Anam, onde o Deus diz: “Este é um bendito livro que temos revelado, então segui-lo e teme de Allah se quisessem assim obter a misericórdia e piedade”.
Vamos continuar nosso programa com o versículo 113 do capítulo Báqara:

وقالت اليهود ليست النصارى على شيء وقالت النصارى ليست اليهود على شيء وهم يتلون الكتاب كذلك قال الذين لا يعلمون مثل قولهم فالله يحكم بينهم يوم القيامة فيما كانوا فيه يختلفون
Os judeus dizem: os cristãos não têm em que se apoiar! E os cristãos dizem: os judeus não têm em que se apoiar! Apesar de ambos lerem o Livro. Assim também os néscios dizem coisas semelhantes. Porém, Allah julgará entre eles, quanto às suas divergências, no Dia da Ressurreição. (Báqara: 113)

Sobre a razão da revelação deste versículo se diz, quando um grupo de cristãos de Nairan veio visitar o profeta de Deus, (Saudações a ele e seus descendentes), também veriam um número de sábios judeus e ocorreu uma discussão entre os cristãos de Najran e os sábios judeus a frente do profeta do Islã. Rafe Bin Harmale, um dos judeus dirigiu-se aos cristãos e disse que sua religião não tem nenhuma base ou fundamento, naquele momento foi revelado este versículo e ambos os grupos judaicos e cristãos foram repreendidos por suas palavras e pensamentos incorretos.

Este versículo considera a dogma deles como a raiz de seu pensamento e afirmações, segundo o que cada um considerava justo, mas ambos os grupos eram seguidores dos profetas divinos e livros revelados por Deus. Curiosamente politeístas apesar de não serem seguidores de religiões divinas, se consideram justos, quando não apresentam qualquer razão para prova-lo, o fanatismo e o monopolismo sem motivo ou razão faz com que o homem não pode ver a verdade, e se considera apenas como justo outros injustos, este versículo diz abertamente que em ambiente misturado com o fanatismo, um sábio como um ignorante se equivoca a hora de pensar, assim os seguidores dos livros divinos, como a Torá e a Bíblia dizem as mesmas palavras que os politeístas, ignorantes e cada um sem apresentar razões lógicas considerava o outro injusto.

ومن أظلم ممن منع مساجد الله أن يذكر فيها اسمه وسعى في خرابها أولئك ما كان لهم أن يدخلوها إلا خائفين لهم في الدنيا خزي ولهم في الآخرة عذاب عظيم
Haverá alguém mais iníquo do que aquele que impede que o nome de Allah seja celebrado em mesquitas e se esforça por destruí-los? Estes não deveriam adentrá-los senão, temerosos; sobre eles recairá, pois, o aviltamento deste mundo e, no outro, sofrerão um severo castigo. (Báqara: 114).

Mesquitas divinas sempre haviam sido as bases de governos das religiões divinas e um local de congregação e solidariedade de seus seguidores. Estes locais têm um papel essencial na formação de crença, de solidariedade e de luta do povo, sempre foram alvo do ataque dos governantes tiranos e desviados mentais, que sempre haviam tentado a destruição material e espiritual das mesquitas, assim mesmo, os politeístas de Meca durante muitos anos haviam proibido os muçulmanos de entrar na Mesquita al-Haram. Hoje, a destruição da mesquita de Al Aqsa e a histórica mesquita Babeli prova a realidade do que nós explicamos, porque são exemplos vivos de inimizade dos opressores com estes centros divinos. No entanto, a destruição de uma mesquita não significa a destruição da sua aparência e o seu desenvolvimento não é a sua bela aparência, mas a destruição é cada ato que causa a redução das atividades divinas que ocorrem em mesquitas e faz as pessoas se esquecem de Deus. A difusão de filmes imorais são os programas mais importantes de inimigos para a destruição de mesquitas e da separação dos jovens dos países islâmicos de mesquitas, por isso este versículo considera as pessoas que destroem uma mesquita como os tiranos e recorda que estas pessoas são infelizes neste mundo e no outro mundo recebe grande tortura. Na continuação deste versículo se diz esta verdade:

ولله المشرق والمغرب فأينما تولوا فثم وجه الله إن الله واسع عليم
Tanto o levante como o poente pertencem a Allah e, aonde quer que vos dirijais, notareis os Seus rostos, porque Allah é Munificente, Sapientíssimo. (Báqara: 115)
Este versículo é a resposta a esta questão que os judeus levantaram para mudar a direção do Quibla de Deus, apesar da imprecisão e fraqueza dos muçulmanos de parte dos judeus que mudaram a direção da Kaaba, este versículo inclui que dirigir-se a Kaaba, e a mesquita de AL-Aqsa é porque as orações regulares, a adoração deve ter uma via que será o motivo para a unidade do povo, mas Deus está em todos os lugares. Neste momento, ouvimos os versículos 116 e 117 do capítulo Báqara:

وقالوا اتخذ الله ولدا سبحانه بل له ما في السماوات والأرض كل له قانتون
Dizem (os cristãos): Allah adotou um filho! Glorificado seja! Pois, a Allah pertence tudo quanto existe nos céus e na terra, e tudo está consagrado a Ele. (Báqara: 116)

بديع السماوات والأرض وإذا قضى أمرا فإنما يقول له كن فيكون
Ele é o Originador dos céus e da terra e, quando decreta algo, basta-Lhe dizer:"Seja!" e ele é. (Báqara: 117)
Um dos falsos pensamentos dos seguidores dos livros divinos é que cada um considera seu profeta como o Deus, estes versículos rejeitam todos estes pensamentos errôneos que sem nenhuma razão foram difundidos entre povos e purificado de ter filhos, essencialmente, devemos prestar atenção a que a imagem humana de Deus é falsa.

Finalmente, explicamos as traduções dos versículos de hoje:
1. O fanatismo leva os homens a atos ignorantes.
2. As mesquitas são como frentes de batalha contra os ateus e politeístas, por isso deve se esforçar para o desenvolvimento.
3. Deus não tem lugar nem um sítio especial, Deus está em toda a parte.
4. Deus não é um ser humano por isso não necessita de filhos nem esposa ou parceira. Ele é o Criador. Bem, o que nós pensamos sobre Deus não são crenças de nossas mentes sobre o Deus.

 

Fonte : Pars Today

Plain text

  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <span> <blockquote> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd> <br> <hr> <h1> <h2> <h3> <h4> <h5> <h6> <i> <b> <img> <del> <center> <p> <color> <dd> <style> <font> <u> <quote> <strike> <caption>
  • Endereços de páginas web e endereços de email são transformados automaticamente em ligações.
  • As linhas e os parágrafos quebram automaticamente.
Fill in the blank.