Nahjul Balagha Sermão nº 106

14:05 - 2021/09/23

A clássica seleção de sermões, cartas e ditos do Imam Ali ibn abi Taleb (que a paz esteja com ele), o Príncipe dos Fiéis, compilada pelo grande sábio Sharif al-Radhi. Esta obra é a segunda mais importante na literatura ética-moral islâmica, ficando atrás apenas do Alcorão Sagrado, e é um retrato fiel do caráter, eloquência e grandiosidade do Imam Ali (que a paz esteja com ele).

Nahjul Balagha Sermão nº 106

 

As virtudes do Islam, citando o Profeta e condenando seus concidadãos.
O Islam
Louvado seja Deus que estabeleceu o Islam e o fez facilitado para aqueles que a ele se cheguem, e deu vigor às suas colunas contra qualquer um que tente sobrepujá-lo. Eis que Deus tornou-o uma fonte de paz para quem se apega a ele, segurança para quem nele ingresse, argumento para quem dele fale, testemunha para quem combate com a sua ajuda, luz para quem busque a sua luz, entendimento para quem o provê, sagacidade para quem exerça, um sinal para quem a perceba, lição para quem busque conselho, salvação para quem testifique, confiança para quem confie, prazer para quem se encarregue e escudo para quem combata. É o mais brilhante de todos os caminhos, a mais clara de todas as veredas. Possui minaretes dignificados, estradas iluminadas, candeias ardentes, campos prestigiosos de atividade e um elevado objetivo. Possui uma boa coleção de cavalos de carreira. A ele as pessoas se chegam com afã. Seus montadores são cheios de honra. A testificação é o seu caminho, as boas ações são os seus minaretes, a morte é a sua extremidade, este mundo é o seu carro-chefe, o Dia do Julgamento é a sua montaria, e o Paraíso é o seu ponto de aproximação.

Sobre o Profeta Muhammad (S.A.A.S.)
O Profeta acendeu as chamas para aquele que busca e colocou claros sinais para o retardatário. Assim, ó Deus, Ele é o teu fiel legatário. Tua testemunha no Dia do Julgamento, teu comissário como bênção e teu mensageiro da verdade como misericórdia. Deus meu, distribui com ele um quinhão da tua justiça e compensa-a múltiplas vezes com as benesses da tua benevolência. Deus meu, eleva a sua edificação sobre a edificação dos outros, dá-lhe honra quando for a ti, dignifica-lhe a posição perante ti, dá-lhe uma posição honrosa, recompensa-o com glória e distinção e apresenta-nos no Dia do Julgamento entre sua facção, não envergonhados nem arrependidos, não extraviados nem pérfidos, não extraviadores nem conselheiros do mal, não sedutores nem seduzidos.

Dos seus Concidadãos
Pela benevolência de Deus para convosco adquiristes uma posição em que mesmo as vossas serviçais são honradas e seus vizinhos são bem tratados. Até aquele sobre o qual não tendes distinção ou obrigação vos honra. Temem-vos mesmo aquelas pessoas que não têm apreensão alguma de um ataque feito por vós, ou qualquer autoridade sobre vós. Vós vedes agora as promessas a Deus serem quebradas, mas não ficais enraivecidos, embora remoais por dentro por causa da quebra das tradições dos vossos avós. As questões de Deus têm vindo a vós, têm-se apartado de vós e voltado para vós; contudo, tendes aberto vossas portas aos malfeitores, jogado sobre eles as vossas responsabilidades e posto os assuntos de Deus em suas mãos. Eles agem de modo duvidoso e se entregam aos desejos. Por Deus, mesmo se eles vos dispersarem sob cada estrela, Deus certamente vos juntará, num dia que será o pior para eles.

Plain text

  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <span> <blockquote> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd> <br> <hr> <h1> <h2> <h3> <h4> <h5> <h6> <i> <b> <img> <del> <center> <p> <color> <dd> <style> <font> <u> <quote> <strike> <caption>
  • Endereços de páginas web e endereços de email são transformados automaticamente em ligações.
  • As linhas e os parágrafos quebram automaticamente.
Fill in the blank.