Ghadir um evento unificador

15:52 - 2022/07/17

Ao formar o governo em Medina e formar a sociedade civil, o Islã mostrou ser profético e provou que o Islã não é apenas dar conselhos, pregar e convidar em linguagem. O Islam quer que as verdades dos decretos divinos sejam realizadas e aplicadas na sociedade; Isso não é possível, exceto com a criação de um  poder divino.

Ghadir um evento unificador

Você sabia que a questão de Ghadir, não é apenas uma questão de sucessão?

Sim, a questão de Ghadir vai mais Além da sucessão, Pois é a questão do Imamate.  Este assunto do Imamate não é só para os xiitas mas sim é para a Humanidade no geral.

Imamate significa que um indivíduo, um grupo governa uma sociedade e determina a direção de seu movimento nos assuntos deste mundo e  da espiritualidade  do além.

O imam pode ser de dois tipos:

Um, é aquele imam que guia a comunidade para Deus Todo-Poderoso,  o Imam que guia o povo pela ordem de Deus; Tira as pessoas dos perigos, dos lugares de queda; Ele os leva ao objetivo da vida mundana do homem - para o qual Deus deu esta vida para alcançar  – e Ele os guia nessa direção.

Este é um tipo de imam cujo exemplos claros são, os profetas divinos; asim como é o título do Sagrado Profeta, o chefe da professia, disse o Imam Baqir (que a paz esteja com ele) quando Ele reuniu o povo em Mina: "O Mensageiro de Deus é o Imam". O Profeta é o primeiro Imam de entre os profetas divinos, Ele é o chefe, o guardião dos profetas, e o seu povo, é o povo mais previlegiado.

Por isso, ele esta na categoria  do primeiro tipo de imã; Seu trabalho é guiar, eles são orientados pelo Deus Todo-Poderoso e eles transmitem essa orientação para as pessoas. O trabalho deles é difundir as boas obras, a realização da oração - pois a oração é o código de comunicação e conexão entre o homem e Deus – esses são os bem aventurados.

Outra categoria: "É nós forjamos os Imams da esquerda que são os guias para o Inferno", o  que é mencionado no Alcorão, sobre o Faraó. Faraó também foi um imam.

Pois No mesmo sentido que "Imam" foi usado no primeiro verso, Imam tem o mesmo significado neste exemplo. Ou seja, o mundo do povo, a religião do povo e a vida após a morte do povo - o corpo e a alma do povo - estão nas garras de seu poder, mas "encaminhando-os ao fogo". Eles convidam as pessoas para o fogo, eles convidam as pessoas para a destruição.

Uma sociedade  estando sob a orientação do Imam Adel justo- que é "uma semelhança da justiça de Allah", um guia para a caridade, um guia para a verdade, ou Uma sociedade   estando sob o controle de pessoas que são estranhas à verdade, não familiarizadas com a verdade. Vivendo  essas duas situações, não fica dúvida que existe a necessidade de um Imam por parte de Deus -o Sábio o Prudente-.

Ao formar o governo em Medina e formar a sociedade civil, o Islã mostrou ser profético e provou que o Islã não é apenas dar conselhos, pregar e convidar em linguagem. O Islam quer que as verdades dos decretos divinos sejam realizadas e aplicadas na sociedade; Isso não é possível, exceto com a criação de um  poder divino.

Então, no final de sua abençoada vida, de acordo com o comando divino, por inspiração divina, o próprio Profeta designou a próxima pessoa a seguir seus passos. Portanto, o favor de Deus em aperfeiçoar nossa religião aconteceu conosco no incidente de Ghadir.

Deus definiu o dever da nação islâmica no dia de Ghadir. A questão de Ghadir é um indicador, uma medida, um critério. Nós, muçulmanos, devemos colocar esse indicador na frente de nosso caminho, devemos ter cuidado para não nos desviarmos do caminho de nossa orientação.

O segundo sinal unificador do incidente de Ghadir é que esta mensagem era uma mensagem divina e a ação do Profeta, uma ação divina.

Desde o início da missão profética, quando o Sagrado Profeta se apresentou em Meca a várias tribos árabes, ele apresentou o Islã a elas. Ele ia de tribo à tribo  e se reunia com os chefes de cada uma das tribos, As tribos  disseram ao Profeta que, estamos prontos para acreditar no Islã em massa, com uma condição; Essa condição é que depois de você, este trabalho esteja em nossas mãos; Deixe o chefe da nossa tribo sucedê-lo. É na história que o Profeta disse em resposta a essas pessoas: Não, "Isto é um assunto celestial"; Este é uma responsabilidade que não está em minha posse; Isso é celestial, esta na posse de Deus. Eles não acreditaram e foram-se embora.

Em relação a questão dos xiitas e sunitas não tem papel algum na expressão desses eventos. Os próprios irmãos sunitas narraram isso em seus livros.

Portanto, a questão do califado do Profeta é baseada na revelação divina; na vontade de Deus, também não estava nas mão do Profeta. por isso que, que o Ghadir é um evento unificador.

Plain text

  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <span> <blockquote> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd> <br> <hr> <h1> <h2> <h3> <h4> <h5> <h6> <i> <b> <img> <del> <center> <p> <color> <dd> <style> <font> <u> <quote> <strike> <caption>
  • Endereços de páginas web e endereços de email são transformados automaticamente em ligações.
  • As linhas e os parágrafos quebram automaticamente.
8 + 6 =
Solve this simple math problem and enter the result. E.g. for 1+3, enter 4.