Eventos político-sociais após o falecimento do Profeta Mohammad II

13:30 - 2023/01/08
Eventos político-sociais após o falecimento do Profeta Mohammad

Eventos político-sociais após o falecimento do Profeta Mohammad; O grande teste para os muçulmanos

A CONFERÊNCIA DA SAQIFA

Na história do Islã, não houve evento mais perigoso e prejudicial para o Islã e para os muçulmanos do que este. Foi a pedra angular da deterioração da nação, do desastre e da calamidade que os muçulmanos sofreram e ainda hoje sofrem. As fantasias políticas e o fanatismo partidário se espalharam e os interesses pessoais prevaleceram sobre os interesses da nação.

A reunião Saqifa foi o início do desastre que se abateu sobre a nação islâmica. O califado foi tirado do povo de direito legítimo, bem qualificado e entregue aos omíadas, os arquiinimigos do Islã. E dentro dos eventos dolorosos que resultaram no Saqifa, temos o desastre de Karbala, onde a pura descendência do Profeta (s.a.a.s) foi assassinada de maneira bárbara e selvagem.

Os Ansar realizaram sua conferência no Saqifa de Bani Sa'idah imediatamente após falicimento do Profeta. Eles nem esperaram que o Profeta fosse enterrado, o que sugere que:

Primeiro, eles viram a atividade política do Muhajirin[1] e arrancaram o califado da família do Profeta. Os muhajirin se recusaram a se juntar ao exército de Ossama porque sabiam o propósito do Profeta ao enviá-los com este exército, que era deixar Medina sem os companheiros do Profeta após sua morte para que o Imam Ali assumisse o califado facilmente e sem problemas. Por causa disso, eles se recusaram a se juntar a Osama, a quem o Profeta havia nomeado como líder do exército para marchar em direção à Síria. 'Umar disse a Ossama: "O Mensageiro de Deus está morrendo e você é o emir sobre mim?"

Os muhajirin negou o voto que o Profeta havia feito ao Imam Ali (as) em Gadir Khumm para ser o califa depois dele, eles disseram: "Muhammad acreditava que este assunto (o califado) já havia sido resolvido para seu primo. Até onde foi, isso não foi cumprido[2].

após o falecimento do Profeta Mohammad

Eles espalharam o que surgiu na referida reunião e a notícia chegou aos Ansar. Eles também negaram o fato de que a profecia e o califado vieram juntos na mesma família. Quando o Profeta faleceu, 'Umar anunciou ao povo que a profecia e o califado não deveriam estar na mesma casa (família).

Negavam que a profecia e o califado estivessem juntos na mesma casa, que era o centro da revelação, da sabedoria e da fé, era assim que eles queriam. O califado foi expropriado de Ahlul Bayit (AS), eles o entregaram nas mãos dos oponentes do Islã; os omíadas e os abássidas que governaram de forma contrária ao que Deus queria, cujos palácios eram lugares de corrupção, bebida, música, dança e todos esses pecados; enquanto Ahlul Bayit (AS), que foi comparado ao Alcorão, foi tratado com crueldade e suas cabeças foram cravadas nas pontas de lanças, suas mulheres feitas cativas de um país para outro. Era isso que os coraixitas queriam se vingar do Profeta através de sua descendência.

Em segundo lugar, os Ansar estavam certos de que se os muhajirin tomassem o poder, eles os subjugariam e oprimiriam em vingança. Al-Hubab ibn al-Munthir, um dos chefes do Ansar declarou dizendo: “…Mas tememos que aqueles a quem assassinamos seus filhos, pais e irmãos, possam assumir o califado”.[3]

Neste momentoa previsão de Al-Hubab se tornou realidade. Assim que o curto governo dos quatro primeiros califas terminou, o califado foi assumido pelos omíadas, que exageraram sua subjugação e opressão contra os Ansar e os privaram de tudo até que ficassem destituídos. Mu'auwiyah se vingou excessivamente deles, então quando seu filho Yazid assumiu o califado, violou suas propriedades, seu sangue e sua honra; na batalha de Al-Harrah que a história raramente menciona, um evento tão cruel quanto este.

 

[1] Os Muhajirins (imigrantes) foram os primeiros muçulmanos a migrar de Meca para Medina.

[2] A Vida do Imam Al-Husain ibn Ali, Vol. 1, P. 235

[3] Ibidem, p. 236

Plain text

  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <span> <blockquote> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd> <br> <hr> <h1> <h2> <h3> <h4> <h5> <h6> <i> <b> <img> <del> <center> <p> <color> <dd> <style> <font> <u> <quote> <strike> <caption>
  • Endereços de páginas web e endereços de email são transformados automaticamente em ligações.
  • As linhas e os parágrafos quebram automaticamente.
6 + 14 =
Solve this simple math problem and enter the result. E.g. for 1+3, enter 4.