#Interpretação

Interpretação do Alcorão, Nasr III

Interpretação do Alcorão
22:41 - 2021/10/25

O Alcorão Generoso: quando eles vos chegaram, por cima de vós e por baixo de vós, e quando as vistas se vos desviaram de terror, e os corações vos chegaram às gargantas, e pensastes, acerca de Allah, pensamentos vários.

Interpretação do Alcorão, Nasr II

Interpretação do Alcorão
08:41 - 2021/10/19

 A surata começa referindo-se à ajuda divina, depois ao triunfo e, finalmente, à difusão do Islã e à entrada em massa do povo na religião de Deus.
Os três casos respondem à lei de "causa e efeito", ou seja: sem a ajuda divina não há vitória, sem vitória e sem a eliminação de obstáculos, os indivíduos não seriam massivamente islamizados.
Naturalmente, após essas três etapas, cada uma das quais constituiria uma misericórdia de Deus, vem a quarta, isto é; o momento de agradecer e louvar a Deus.

Interpretação do Alcorão, Nasr I

Interpretação do Alcorão
12:00 - 2021/10/17

Nº 110 - Sura an-Nasr (a vitória)
Em nome de Deus, o compassivo, o mais misericordioso

Quando chegar o socorro de Allah e também a vitória ,

E vires os homens entrar na religião de Allah , em turbas,
Então glorifica, com louvor, a teu Senhor e implora-Lhe perdão. Por certo, Ele é O Remissório.

Interpretação do Alcorão ,Massad VI

Interpretação do Alcorão
07:17 - 2021/10/16

Interpretação exemplar do Alcorão Sagrado ,Sura al-Masad (El Esparto) - Parte 6

Interpretação do Alcorão , Massad V

Interpretação do Alcorão
07:26 - 2021/10/14

-

Interpretação do Alcorão ,Massad IV

Interpretação exemplar do Alcorão
07:01 - 2021/10/13

Abû Lahab estava em tal estado que ninguém ousou se aproximar dele; todos estavam com medo de pegá-lo e pegar a mesma praga que o assolou. Seu corpo foi transferido para os arredores de Meca e água foi atirada de longe e pedras foram atiradas nele até que fosse enterrado.

Interpretação do Alcorão ,Massad III

Interpretação do Alcorão
09:25 - 2021/10/11

Abû Lahab perseguiu o Profeta (S.A.A.S) como se ele fosse sua sombra; que ela nunca se cansava de incomodá-lo e que quase sempre tentava fazê-lo, usando termos ofensivos e chocantes. Talvez seja por isso, considerado o pior de seus inimigos. Além disso, ele foi seu único parente que não assinou o pacto de apoio ao Profeta (S.A.A.S) por Banî Hâshim. Por outro lado, ele participou dos pactos que aqueles que se opuseram a ele fizeram.
Fazendo uma pequena revisão de sua vida, podemos descobrir por que o Alcorão cita seu nome

Interpretação do Alcorão ,Massad II

Interpretação do Alcorão
19:11 - 2021/10/10

Em nome de Deus, o compassivo, o mais misericordioso
1. corte as mãos de abu lahab! E morte para ele!
2. Suas finanças não valerão nada ou muito lucro.
3. Ele entrará no fogo ardente,
4. O mesmo que sua esposa, a carregadora de lenha
5. Que carregará uma corda de esparto ao pescoço.

Interpretação do Alcorão ,Massad I

Interpretação do Alcorão
13:23 - 2021/10/09

Disse o Profeta (que a paz esteja com ele e sua família purificada), a respeito do mérito da leitura de Sura Massad : “Espero que quem o recitar, Deus nunca o faça residente na mesma casa de Abu Lahab”. (Ou seja, sua morada será o Paraíso e não a morada de Abû Lahab, que será o Inferno).

Interpretação exemplar do Alcorão,Sura Al-falaq IV

13:22 - 2021/10/06

A inveja é uma característica satânica que aparece no homem como resultado de vários fatores, como o enfraquecimento da fé, a ganância, a vã ilusão de ver os outros em ruína, etc. A inveja é a fonte da maioria dos grandes pecados.

Interpretação do Alcorão, falaq III

Interpretação do Alcorão
11:53 - 2021/10/04

A palavra "Uaqab" deriva da raiz "uaqb" e significa buraco. Em seguida, foi definido e usado como "entrar" no fosso. É como se seres malignos se aproveitassem da escuridão da noite e cavassem fosso para realizar seus planos. A expressão provavelmente também indica infiltração ou influência.

Interpretação exemplar do Alcorão,Sura Al-falaq,II

07:24 - 2021/10/02

O primeiro versículo contém uma ordem para o Profeta (S.A.A.S), apresentando-o como modelo e guia, diz: “Dize: refugio-me no Senhor da alva”.

Páginas