A ressurreição dá sentido à vida

09:56 - 2021/07/05

É esta mesma relação entre a vida neste mundo e a vida após a morte. Se não fosse assim que sentido haveria em vivermos em média setenta anos nesta vida, sofrendo e aguentado as dores dela, vivendo e aprendendo? Qual é o objetivo de tudo isso? Será que é só para comer, se vestir, trabalhar, dormir e repetir isso todos os dias, por anos e anos?

O Imam Ali (qua a pz esteja com ele) disse:Em verdade este mundo é uma casa de veracidade para quem o aprecia, um lugar de segurança para aquele que o entende, uma casa de riqueza para quem junta provisões para o outro mundo e uma casa de instruções para aquele que dela sabe tirá-las. É um local de culto para os adoradores de Deus, um lugar de oração para os anjos de Deus, um local onde a revelação divina se apresenta e um centro de comércio para os devotos de Deus. Nele obtiveram a misericórdia e nele conquistaram o paraíso como provento .

A ressurreição dá sentido à vida

O propósito das atividades e de tudo que praticamos em nossas vidas, seja para satisfazer nossas paixões ou alcançar nossos objetivos a fi m de alcançar a felicidade e a perfeição, está ligado com a forma que as praticamos e agimos.

Partindo daqui, saber o verdadeiro objetivo da vida possui um grande papel na orientação das nossas atividades diárias e na escolha de nossas ações. Aquele que crer que nossas vidas estão limitadas a esta vida que vivemos neste mundo e não vê felicidade ou perfeição em nada que não seja esta vida irá se organizar e se empenhar para satisfazer apenas suas necessidades mundanas, só desejará alcançar seus objetivos naquilo que está ligado ao nosso mundo.

Já aquele que acredita que sua vida é muito mais além da matéria e não vê o fi m dela na morte, mas acredita que a morte é uma passagem pela qual passará desta vida temporária para a outra eterna e duradoura, e que suas boas ações serão um meio para alcançar a felicidade e a perfeição eterna, certamente planejará e organizará sua vida com base nesta crença, para que a mesma possa ser a grande dádiva de sua vida, e assim ter melhor resultado, e como consequência a vida eterna.

Esta pessoa que acredita na vida eterna após a morte não se abala com as dif i culdades e desaf i os desta vida, elas não o impedem de prosseguir com suas atividades para alcançar a felicidade e a perfeição eterna.

Se imaginarmos o mundo em que vivemos sem a existência do outro mundo, este mundo atual será vazio e sem sentido. É como a vida do feto dentro do útero da mãe, antes de sair para esta vida. O feto que vive dentro do útero da mãe, e passa todo seu tempo naquele ambiente apertado e escuro, se tivesse como imaginar e raciocinar poderia perguntar: “Estou preso neste local escuro? Por que tenho que viver aqui entre água e sangue? Qual a intenção e qual será o resultado disso? Quem me colocou aqui?

O feto só ficaria aliviado quando soubesse que está temporariamente no espaço no qual se formarão seus órgãos até ficar forte e poder se movimentar em um outro mundo, e que o decreto de sua saída deste local será emitido em nove meses, e só então colocará os pés em um mundo onde há a luz do sol, uma lua, árvores, água corrente e milhares de coisas novas. Só com esta informação ele saberia qual é o sentido da sua temporada naquela “prisão”.

Esta vida é uma introdução, ela é a escola que prepara o homem para ingressar numa grande faculdade. Se a relação do feto for cortada com esta vida tudo irá ser enterrado numa escuridão, e nada terá sentido para ele. Ele sentirá que será um prisioneiro perpétuo e todos sabemos o quanto o futuro do prisioneiro é sofrido e doloroso.

É esta mesma relação entre a vida neste mundo e a vida após a morte. Se não fosse assim que sentido haveria em vivermos em média setenta anos nesta vida, sofrendo e aguentado as dores dela, vivendo e aprendendo? Qual é o objetivo de tudo isso? Será que é só para comer, se vestir, trabalhar, dormir e repetir isso todos os dias, por anos e anos?

Será que este céu sem limites, esta Terra vasta e todas as lições, informações e experiências que o ser humano vive e absorve por meio de seus professores e orientadores não tem nenhum objetivo que vá além de se alimentar e repousar? É este o sentido da vida?

Aqui um sentido vago e vazio para a vida se conf i rma para todos aqueles que não acreditam no Dia da Ressurreição. De um lado eles não consideram que este mundo seja o sentido e objetivo final de nossa vida, e do outro não acreditam na existência de outra vida após a morte, que seria o sentido fi nal desta vida atual.

Por isso vemos muitos deles se suicidando, direta ou indiretamente, para se livrar destas vidas, uma vida sem sentido e sem objetivos.

O Príncipe dos Fiéis (que a paz esteja com ele) disse: Este mundo é o fi m da visão daqueles cegos que nada vêem além dele. A visão de um espectador que olha com os olhos da alma vê tudo e se conscientiza de que a morada está além deste mundo. O espectador, portanto, procura sair dele, enquanto o cego procura nele entrar.

O espectador junta proviso es para ele, o outro mundo, enquanto o cego junta provisões para este mundo atual [1].

Agora, se considerarmos que esta vida é um cultivo para a outra e que realmente temos que começar a plantar aqui para cultivar para a outra, a vida eterna, e entendermos que esta vida é como uma universidade na qual aprendemos para nos prepararmos para uma vida douradora, sendo que a atual é simplesmente uma ponte de passagem, daí ela não será vaziae sem sentido. Iremos começar a ver esta vida como uma fase inicial, uma introdução e preparação para a vida eterna.

O Imam Ali (qua a pz esteja com ele) disse:Em verdade este mundo é uma casa de veracidade para quem o aprecia, um lugar de segurança para aquele que o entende, uma casa de riqueza para quem junta provisões para o outro mundo e uma casa de instruções para aquele que dela sabe tirá-las. É um local de culto para os adoradores de Deus, um lugar de oração para os anjos de Deus, um local onde a revelação divina se apresenta e um centro de comércio para os devotos de Deus. Nele obtiveram a misericórdia e nele conquistaram o paraíso como provento[2].

Certamente que a crença na Ressurreição dá sentido para a vida atual e tira dela a preocupação e o vazio.

Al-Ma’ad : a ressurreição. Assayed Charif Sayed Al-Ámeli

 

[1]  Nahjul Balaghah (O Método da Eloquência), Sobhi Al-Saleh: P.191, sermão 133

[2]  Nahjul Balaghah

Plain text

  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <span> <blockquote> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd> <br> <hr> <h1> <h2> <h3> <h4> <h5> <h6> <i> <b> <img> <del> <center> <p> <color> <dd> <style> <font> <u> <quote> <strike> <caption>
  • Endereços de páginas web e endereços de email são transformados automaticamente em ligações.
  • As linhas e os parágrafos quebram automaticamente.
Fill in the blank.
O Único Caminho Da Salvação