A história da ascensão do Profeta Mohammad ao Céu 2

00:00 - 2022/04/20

Existem diferentes opiniões sobre a data do evento a que nos referimos. Dois grandes historiadores do Islã e da vida do Profeta (S.A.A.S), Ibn Hisham e Ibn Is-haq, dizem: "A jornada noturna e a ascensão ocorreram no décimo ano da missão."

2022-04-19 00:00:00 +0330

A data do evento.

Existem diferentes opiniões sobre a data do evento a que nos referimos. Dois grandes historiadores do Islã e da vida do Profeta (S.A.A.S), Ibn Hisham e Ibn Is-haq, dizem: "A jornada noturna e a ascensão ocorreram no décimo ano da missão."

 Baihaqi, outro grande historiador, acredita que este insidente teria acontecido  no 12º ano de sua missão profética.
Outros, ainda afirmam que isso aconteceu nos primeiros anos da revolução islâmica.

Muitas vezes, para não rejeitar essas diferentes opiniões (baseadas em tradições e histórias), costuma-se dizer que a ascensão aconteceu em mais de uma ocasião. Somos da opinião que esta jornada noturna e ascensão, na qual Deus ordenou as cinco orações diárias obrigatórias, foi depois da morte de Abu Talib, ocorrida no décimo ano de missão.

E Isso pode ser verificado se revisarmos os ditos históricos. De certa forma, pode-se dizer que antes da morte de Abu Talib não havia obrigação de orar. Isso é corroborado pelo episódio que narra que nos últimos momentos da vida de Abu Talib, os chefes coraixitas o visitaram e pediram que resolvesse o problema com seu sobrinho e prometeram que lhe dariam o que ele quisesse se ele concordasse.

Naquela reunião, o Enviado de Deus disse: “Eu não quero mais do que uma coisa de vocês e que vocês digam: 'Não há deus senão Deus. E que voçês parem de adorar, tudo fora dEle. "

Como vemos, o Profeta os exorta a testemunhar a fé monoteísta como a única condição aparente do Islã e não fala com eles em nenhum momento sobre orações ou outras práticas islâmicas. Isso parece indicar que até aquele momento não havia sido impostos a oração como tal.

Se a oração fosse obrigatória naquela época, o Profeta (S.A.A.S) não teria ordenado que eles cressem em um Deus Único apenas, mas também os teria ensinado a orar.

Esclareçamos que no testemunho em que ele pede ãos coraixitas não inclui a sua profecia porque ao aceitar a Unicidade divina também estarão aceitando a sua profecia. Além disso, historiadores relataram a islamização de outras pessoas, como o caso de Tufail ibn Amr, que ocorreu pouco antes da Hijira (emigração), e em que apenas a confissão da Unicidade divina é mencionada e não mencionada a oração.

Esses relatos confirmam que o Mi'raj ocorreu pouco antes da emigração. Aqueles que sustentaram que isso ocorreu antes do décimo ano da missão estão em erro óbvio, porque é suficiente mencionar que entre os anos VIII a X da missão o Profeta (S.A.A.S) e seus seguidores ficaram confinados na ravina de Abu Talib, onde viveram uma situação trágica e infeliz que nos permite descartar a possibilidade de que Deus tenha imposto a eles mais uma obrigação como a oração diária.

Quanto aos anos anteriores ao bloqueio, digamos que a pressão e a perseguição dos coraixitas ao pequeno número de muçulmanos tornam possível descartar como impróprio que outro dever geral, como a oração, tivesse sido legislado naquela época.

O fato de muitas tradições e relatos transmitirem que Ali orou com o Profeta (S.A.A.S) três anos antes da missão e também nos anos após o início da Revelação, não significa que essas orações eram as obrigatórias que foram legisladas como dever Para todos os muçulmanos, mas seriam orações especiais, sem limites e preferíveis.

O MI'RAj E A OPINIÃO CIENTÍFICA ATUAL

Os "cientistas"  modernos que tentam reduzir tudo a uma explicação natural que se encaixe em seus esquemas de realidade, também tentaram refutar esse evento milagroso na vida do Profeta, objetando que as leis que a ciência descobriu hoje não o tornam possível.

1) A ciência atual afirma que, para se afastar da Terra, é preciso primeiro superar sua gravidade. Se jogarmos uma bola para cima, ela atinge uma certa altura e depois cai novamente impulsionada pela força gravitacional, não importa com a força que a jogamos, a menos que o façamos a uma velocidade de mais de 25.000 milhas por hora. O episódio que estamos comentando exige que o Profeta do Islã supere a gravidade da terra, mas surge a pergunta: como ele conseguiu transferi-la em tão pouco tempo e sem meio de transporte?

2) O ar que respiramos dura apenas alguns quilômetros acima do nível do mar. Além disso, sua raridade o torna impróprio para sustentar a vida. Como então poderia o Profeta (S.A.A.S) viver nas camadas superiores da atmosfera sem oxigênio?

3) Se levarmos em conta que a atmosfera também constitui um escudo ou barreira que filtra os raios solares tornando-os benignos enquanto destrói por fricção a maioria dos meteoritos que nela entram, o que protegia o Profeta de tais obstáculos fora da atmosfera?

4) Quando a pressão do ar aumenta ou diminui consideravelmente, o ser humano não consegue viver, como acontece nas camadas superiores da atmosfera.

5) Presumivelmente, o Profeta (S.A.A.S) viajou a uma velocidade extraordinária, maior que a da luz, que é de 300.000 km / s., Para atingir os limites do universo em uma única noite e retornar. A ciência atual garante que nenhum veículo ou objeto pode viajar mais rápido do que isso, então como o Mensageiro de Deus superou isso e voltou com segurança?

Nossa resposta.

Se quiséssemos discutir esse evento do ponto de vista das leis naturais, o número de objeções ultrapassaria todos os limites. Mas, em resposta aqueles que levantam essas objeções escondidas atrás da ciência, perguntamos:

Que fins eles buscam ao tentar negar essa jornada extraordinária? Você quer dizer que é impossível fazer? Felizmente, as conquistas da ciência e tecnologia espaciais de hoje não as sustentam: os principais países do Ocidente e do Oriente tornaram as viagens espaciais possíveis e até mesmo rotineiras. Já em 1957, quando o primeiro foguete saiu da órbita terrestre, ficou demonstrado que é possível superar a força da gravidade.
Em suma, o fato pode ser resolvido com os meios científicos disponíveis hoje. O ser humano também resolveu o problema dos raios solares letais naquela altura e também a dificuldade do ar irrespirável.
A ciência afirma que em breve será possível se estabelecer E viver em outros planetas e viajar até eles com facilidade.

Todos esses testemunhos da ciência descartam categoricamente a impossibilidade da viagem do Profeta (S.A.A.S), uma vez que ela foi provada de fato. A objeção restante é que o Profeta (S.A.A.S ) poderia ter feito isso sem ter os meios técnicos atualmente disponíveis.
A resposta que damos é a mesma que já mencionamos a respeito do milagre ocorrido na defesa da Caaba, nos eventos do Ano do Elefante, em que o exército de Abraha foi destruído por pedras atiradas sobre eles por um exército de pássaros. É evidente que o que o homem pode fazer por meio de suas técnicas e artifícios, os profetas e mensageiros divinos também podem fazer com o Poder de Deus, sem meios visíveis.
O Profeta (S.A.A.S ) fez essa jornada pelo Poder e Vontade divina.

O Deus que criou o homem, o universo e suas maravilhas, que dotou a terra com sua gravidade e o sol com seu calor e radiação, que criou as diferentes camadas da atmosfera, também é capaz de cancelar a qualquer momento o efeito de suas criações.

Quem quer que tenha criado as leis naturais em Sua vontade onipotente, pode muito bem anulá-las. O que podemos objetar a isso? Não é possível para Aquele que criou a gravidade e os raios solares isentar e proteger Seu servo deles, e fornecer-lhe o ar necessário para respirar, uma vez que Ele criou a atmosfera?

Basicamente, o problema é que a origem dos milagres e tudo o que se refere a eles não é comparável com a capacidade do ser humano e com as leis naturais. Não devemos comparar o Poder Infinito de Deus com nossa capacidade limitada. O fato de não termos os meios para fazer certas coisas não significa que Deus também sofra de tal incapacidade.

Reviver os mortos, transformar um cajado em cobra, deixar Jonas vivo no estômago de uma baleia no fundo do mar, etc., são fatos que os livros revelados afirmam. Eles merecem menos objeções do que o Mi'raj do Profeta do Islã?

O objetivo desta viagem pelo universo.

Uma pessoa perguntou ao Imam Zainul Abidin (a.s) será que Deus está em um determinado lugar específico?

Ele respondeu: "Deus não está em um lugar específico, mas Ele levantou Seu Mensageiro para fazê-lo conhecer a grandeza e a extensão da sua criação, e para mostrar-lhe seres incomuns e coisas que nenhum olho foi capaz de ver ou ouvir."
Naturalmente, o Selo da Profecia teve que possuir este conhecimento e esta distinção para, desta forma, deixar uma mensagem ao homem do nosso tempo que se foi ao espaço e está prestes a visitar os outros planetas, como se dissesse: “ Eu também fiz isso, sem necessidade de qualquer meio, pela graça de Deus que me fez conhecer todo o processo da criação. "

 

Plain text

  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <span> <blockquote> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd> <br> <hr> <h1> <h2> <h3> <h4> <h5> <h6> <i> <b> <img> <del> <center> <p> <color> <dd> <style> <font> <u> <quote> <strike> <caption>
  • Endereços de páginas web e endereços de email são transformados automaticamente em ligações.
  • As linhas e os parágrafos quebram automaticamente.
Fill in the blank.