A Franqueza e a Sinceridade de Imam Ali

22:30 - 2022/12/12

-É confrmado que ninguém se igualou a ele dentre a família profética nem entre os companheiros do Mensageiro de Deus. Ele foi único nas virtudes e na sublime personalidade. Deus, o Altíssimo, destingiu-o e o preferiu a muitos de Suas criaturas.

A Franqueza e a Sinceridade de Imam Ali

A Franqueza e a Sinceridade de Imam Ali
A coisa destacada na conduta do Imam (A.S.) é o seu apego à franqueza e a sinceridade em todos os assuntos de sua vida. Ele não dissimulava, não enganava, e também não dissimulava na sua religião. Ele seguiu o método de seu irmão e primo, o Mensageiro de Deus (S.A.A.S.). Se ele reconhecesse o protocolo político baseado na mentira, o califado não seria entregue à Osman Ibn Affan, o decano da família omíada. Abdul Rhman Ibn Auf, o membro destacado da comissão formada por Omar, insistiu para que ele aceitasse seguir o método dos dois califas anteriores, e ele rejeitou terminantemente porque achava que não se coadunava com o Alcorão e com a Sunnah. Ele foi franco ao dizer que dirigiria a comunidade de acordo com o Livro de Deus e a Sunnah de Seu Profeta, sem utilizar nenhum outro ponto, só o que o mundo da política islâmica se baseia. A sua consciência negava fraudar ou enganar para alcançar a autoridade, uma autoridade pela qual vários elementos entre a comunidade disputaram e fizeram correr rios de sangue, com o intuito de alcançá-la e usufruírem dos bens da nação.

O Imam rejeitou todas as tentações do governo e da autoridade. Ele deu inúmeros suspiros profundos devido às dores que lhe foram causadas pelos coraixitas. As pessoas o ouviram dizer: “Ai de mim. Eles conspiram contra mim e sabem que tenho conhecimento de sua conspiração e conheço mais as faces da conspiração. Porém, sei que a conspiração e o engano conduzem para o Inferno. Por isso, suporto a sua conspiração e não cometo o que cometem.”[1]

                                                        A Excelência Conduta do Imam Ali

                                                                    A Excelência Conduta do Imam Ali

O que o vedou de andar de acordo com a política conspiratória é que ela conduz para o Inferno. Ele (A.S.) respondeu a quem disse que ele não tinha conhecimento dos assuntos políticos, e que Moawiya o tinha, dizendo: “Por Deus, Moawiya não é mais astuto do que eu, mas ele trai e mente. Se eu não abominasse a traição, seria a mais astuta das pessoas.”[2]
Ele condenou os políticos que usam de todos os meios para alcançarem o poder, justificando aquilo como sendo astúcia deles. Ele disse: “Não engana quem souber qual será o fim. Estamos passando um tempo em que a maior parte das pessoas utiliza o engano como regra. Os ignorantes os consideram bem astutos. Como agem assim. Que Deus os combata. Os embusteiros e inconstantes, o aspecto do embuste e outros aspectos proibidos pela lei de Deus que deveriam ser evitados, e aproveita a oportunidade quem não se importa com o que a religião determina.”[3] Com essa excelente conduta o Imam (A.S.) construiu a sua política baseada na sinceridade e franqueza, sem tortuosidade nem enganos. Esse é o motivo de sua eternidade em todas as gerações e todos os tempos.”[4]

 

[1] Livro Jámi’ Assa’adát. V. 1 – P. 202

[2] Exegese do “Nahjul al-Balagha” (Método da Eloqüência/ Ibn Abul Hadid. V. 20 – P. 206

[3] Livro Hayat al Imam Al Hussein Ibn Áli (A.S.). V. 1 – P. 422

[4] Enciclopédia do Imam, Príncipe dos Fiéis, Áli Ibn Abi Tálib (A.S.): 11/33 e 34

Plain text

  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <span> <blockquote> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd> <br> <hr> <h1> <h2> <h3> <h4> <h5> <h6> <i> <b> <img> <del> <center> <p> <color> <dd> <style> <font> <u> <quote> <strike> <caption>
  • Endereços de páginas web e endereços de email são transformados automaticamente em ligações.
  • As linhas e os parágrafos quebram automaticamente.
1 + 2 =
Solve this simple math problem and enter the result. E.g. for 1+3, enter 4.