A justiça

09:29 - 2024/06/10

O ser humano é complexo. Às vezes, ele começa com boas intenções, mas acaba em lugares que nem imaginava. E, quando percebe seus erros, pode ser difícil admiti-los e corrigi-los. Um exemplo claro disso é Faraó, que, em sua busca por poder, se declarou Deus.

Os imames xiitas

Imam Baqir (que a paz esteja com ele) era filho do quarto Imam, Ali Zayn al-Abidin (que a paz esteja com ele), e bisneto do Profeta Muhammad(a paz esteja com ele e sua familia purificada), através de sua filha Fátima e Ali ibn Abi Talib. Seu nome "Baqir" significa "aquele que rasga e espalha o conhecimento", referindo-se à sua habilidade em esclarecer e disseminar o conhecimento islâmico. Ele ensinou muitos alunos, que mais tarde se tornaram grandes estudiosos e ajudaram a preservar e expandir os ensinamentos islâmicos.

Imam Baqir (que a paz esteja com ele) disse :"Ó Jaber, recomendo-te cinco coisas: se alguém for injusto com você, não seja injusto; se te traírem, não traia; se mentirem para você, não fique com raiva; se te elogiarem, não se orgulhe; e se te criticarem, não desanime.[1]"
"Injustiça significa ultrapassar limites. É quando alguém não respeita o direito de outra pessoa. Por exemplo, se alguém não respeita o direito de alguém e age contra ele, isso é injustiça.

Por outro lado, ser justo é respeitar oش

Imam Baqir (que a paz esteja com ele) era filho do quarto Imam, Ali Zayn al-Abidin (que a paz esteja com ele), e bisneto do Profeta Muhammad(a paz esteja com ele e sua familia purificada), através de sua filha Fátima e Ali ibn Abi Talib. Seu nome "Baqir" significa "aquele que rasga e espalha o conhecimento", referindo-se à sua habilidade em esclarecer e disseminar o conhecimento islâmico. Ele ensinou muitos alunos, que mais tarde se tornaram grandes estudiosos e ajudaram a preservar e expandir os ensinamentos islâmicos.

Imam Baqir (que a paz esteja com ele) disse :"Ó Jaber, recomendo-te cinco coisas: se alguém for injusto com você, não seja injusto; se te traírem, não traia; se mentirem para você, não fique com raiva; se te elogiarem, não se orgulhe; e se te criticarem, não desanime.[1]"
"Injustiça significa ultrapassar limites. É quando alguém não respeita o direito de outra pessoa. Por exemplo, se alguém não respeita o direito de alguém e age contra ele, isso é injustiça.

Por outro lado, ser justo é respeitar os direitos dos outros e não ultrapassar limites. Devemos garantir que os direitos das pessoas sejam respeitados e não ultrapassar esses limites.

A justiça é importante em muitas religiões, incluindo o Islã. No Alcorão, Allah estabelece limites para nós e nos diz para não ultrapassá-los. Se alguém ultrapassar esses limites, estará cometendo injustiça.

O maior exemplo de injustiça no Islã é associar outros deuses a Allah. Isso é considerado um grande pecado, pois estamos desrespeitando o direito de Allah de ser o único digno de adoração."

"Por que as pessoas oprimem e qual é a motivação por trás disso? Mesmo sabendo que a justiça é fundamental neste mundo e que todos têm direitos que devem ser respeitados para uma vida feliz, ainda assim, por que as pessoas cometem injustiças?

Quando olhamos para nossas próprias motivações e observamos a sociedade e os eventos históricos, percebemos que muitas vezes as pessoas querem mais do que lhes é devido. Alguns questionam por que devemos respeitar os direitos dos outros e nos limitar. Surpreendentemente, até mesmo alguns grandes filósofos pensaram assim. Eles achavam que deveríamos buscar prazer e felicidade, mesmo que isso signifique prejudicar os outros.

Além disso, algumas pessoas têm dúvidas sobre até onde vão os direitos dos outros. Elas concordam que os outros devem ter direitos, mas questionam até que ponto.

Às vezes, a opressão ocorre por ignorância ou descuido em relação ao sistema do mundo e à felicidade nesta vida. Mas às vezes acontece com plena consciência. As próprias ambições da pessoa a impedem de respeitar os direitos dos outros. A maioria das pessoas que exploram e se aproveitam dos outros desenvolve uma mentalidade de domínio, esquecendo-se gradualmente da moralidade.

O ser humano é complexo. Às vezes, ele começa com boas intenções, mas acaba em lugares que nem imaginava. E, quando percebe seus erros, pode ser difícil admiti-los e corrigi-los. Um exemplo claro disso é Faraó, que, em sua busca por poder, se declarou Deus.

Sim, algumas pessoas oprimem para buscar mais prazer na vida. Mas isso é amplamente reconhecido como errado e moralmente inaceitável.

Em resumo, embora seja evidente que a injustiça é ruim e a justiça é importante, há situações sociais que podem levar as pessoas a serem duplamente motivadas para oprimir além de suas próprias inclinações pessoais e psicológicas."
Quando falamos de "opressão explícita sem desculpa", estamos nos referindo a uma situação em que alguém está sendo injusto ou cruel com outra pessoa de forma direta e evidente, sem ter uma justificativa válida para esse comportamento. Essa opressão pode se manifestar de várias maneiras, como insultos, discriminação e ... geralmente ocorre sem motivo aparente ou razão legítima.

Por exemplo, imagine alguém sendo tratado de forma grosseira ou desrespeitosa sem ter feito nada de errado, apenas porque a outra pessoa decidiu agir assim. Isso seria um exemplo de opressão explícita sem desculpa. É como se a pessoa que está praticando a opressão estivesse agindo de forma arbitrária, sem nenhum motivo justificável para seu comportamento prejudicial.Essa falta de justificativa torna ainda mais difícil lidar com a situação e pode causar um impacto emocional significativo na pessoa que está sendo oprimida.

Em resumo, a "opressão explícita sem desculpa" refere-se a uma injustiça óbvia e direta, na qual alguém está sendo tratado de forma injusta ou cruel sem motivo aparente ou razão legítima para esse comportamento.

Os direitos dos outros e não ultrapassar limites. Devemos garantir que os direitos das pessoas sejam respeitados e não ultrapassar esses limites.

A justiça é importante em muitas religiões, incluindo o Islã. No Alcorão, Allah estabelece limites para nós e nos diz para não ultrapassá-los. Se alguém ultrapassar esses limites, estará cometendo injustiça.

O maior exemplo de injustiça no Islã é associar outros deuses a Allah. Isso é considerado um grande pecado, pois estamos desrespeitando o direito de Allah de ser o único digno de adoração."

"Por que as pessoas oprimem e qual é a motivação por trás disso? Mesmo sabendo que a justiça é fundamental neste mundo e que todos têm direitos que devem ser respeitados para uma vida feliz, ainda assim, por que as pessoas cometem injustiças?

Quando olhamos para nossas próprias motivações e observamos a sociedade e os eventos históricos, percebemos que muitas vezes as pessoas querem mais do que lhes é devido. Alguns questionam por que devemos respeitar os direitos dos outros e nos limitar. Surpreendentemente, até mesmo alguns grandes filósofos pensaram assim. Eles achavam que deveríamos buscar prazer e felicidade, mesmo que isso signifique prejudicar os outros.

Além disso, algumas pessoas têm dúvidas sobre até onde vão os direitos dos outros. Elas concordam que os outros devem ter direitos, mas questionam até que ponto.

Às vezes, a opressão ocorre por ignorância ou descuido em relação ao sistema do mundo e à felicidade nesta vida. Mas às vezes acontece com plena consciência. As próprias ambições da pessoa a impedem de respeitar os direitos dos outros. A maioria das pessoas que exploram e se aproveitam dos outros desenvolve uma mentalidade de domínio, esquecendo-se gradualmente da moralidade.

O ser humano é complexo. Às vezes, ele começa com boas intenções, mas acaba em lugares que nem imaginava. E, quando percebe seus erros, pode ser difícil admiti-los e corrigi-los. Um exemplo claro disso é Faraó, que, em sua busca por poder, se declarou Deus.

Sim, algumas pessoas oprimem para buscar mais prazer na vida. Mas isso é amplamente reconhecido como errado e moralmente inaceitável.

Em resumo, embora seja evidente que a injustiça é ruim e a justiça é importante, há situações sociais que podem levar as pessoas a serem duplamente motivadas para oprimir além de suas próprias inclinações pessoais e psicológicas."
Quando falamos de "opressão explícita sem desculpa", estamos nos referindo a uma situação em que alguém está sendo injusto ou cruel com outra pessoa de forma direta e evidente, sem ter uma justificativa válida para esse comportamento. Essa opressão pode se manifestar de várias maneiras, como insultos, discriminação e ... geralmente ocorre sem motivo aparente ou razão legítima.

Por exemplo, imagine alguém sendo tratado de forma grosseira ou desrespeitosa sem ter feito nada de errado, apenas porque a outra pessoa decidiu agir assim. Isso seria um exemplo de opressão explícita sem desculpa. É como se a pessoa que está praticando a opressão estivesse agindo de forma arbitrária, sem nenhum motivo justificável para seu comportamento prejudicial.Essa falta de justificativa torna ainda mais difícil lidar com a situação e pode causar um impacto emocional significativo na pessoa que está sendo oprimida.

[1] . Tuhaf al-Uqul, p. 284.;

Plain text

  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <span> <blockquote> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd> <br> <hr> <h1> <h2> <h3> <h4> <h5> <h6> <i> <b> <img> <del> <center> <p> <color> <dd> <style> <font> <u> <quote> <strike> <caption>
  • Endereços de páginas web e endereços de email são transformados automaticamente em ligações.
  • As linhas e os parágrafos quebram automaticamente.
1 + 9 =
Solve this simple math problem and enter the result. E.g. for 1+3, enter 4.